24 de julho de 2011

Amy Winehouse


 
Amy Winehouse
 
A deus!
M enina mulher...
Y es ... yes...yes...
 
W ine... water...
I sto era tudo?
N o...no...no...
E ntão
H oje
O que temos
U ma  
S audade
m sua voz
 
 
Fátima Baumgärtner
 




..................
Nome: Amy-Jade Winehouse

Idade: 27 anos - 14/09/1983

Signo: Virgem

Nascido(a) em: Inglaterra
................................
Abaixo, uma de suas músicas, na qual me inspirei para escrever o acróstico-poema acima, em memória ao seu nome, seu talento e a sua história:

Rehab

Amy Winehouse
Composição: Amy Winehouse
They tried to make me go to rehab
But I said 'no, no, no'
Yes, I've been black, but when I come back
You'll know-know-know
I ain't got the time
And if my daddy thinks I'm fine
He's tried to make me go to rehab
But I won't go-go-go

I'd rather be at home with Ray
I ain't got seventy days
'Cause there's nothing
There's nothing you can teach me
That I can't learn from Mr. Hathaway

I didn't get a lot in class
But I know it don't come in a shot glass

They tried to make me go to rehab
But I said 'no, no, no'
Yes, I've been black, but when I come back
You'll know-know-know
I ain't got the time
And if my daddy thinks I'm fine
He's tried to make me go to rehab
But I won't go-go-go

The man said "why do you think you're here?"
I said "I got no idea.
I'm gonna, I'm gonna lose my baby,
So I always keep a bottle near."
He said "I just think you're depressed,
Kiss me here, baby, and go rest."

They tried to make me go to rehab
But I said 'no, no, no'
Yes, I've been black, but when I come back
You'll know-know-know

I don't ever want to drink again
I just, ooh, I just need a friend
I'm not going to spend ten weeks
And have everyone think I'm on the mend

It's not just my pride
It's just 'til these tears have dried

They tried to make me go to rehab
But I said 'no, no, no'
Yes, I've been black, but when I come back
You'll know-know-know
I ain't got the time
And if my daddy thinks I'm fine
He's tried to make me go to rehab
But I won't go-go-go

Fonte: http://letras.terra.com.br/amy-winehouse/858528/traducao.html

Reabilitação

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"

É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

Prefiro ficar em casa com Ray (Charles)
Não posso ficar 70 dias internada
Por que não há nada
Não há nada que possam me ensinar lá
Que eu não possa aprender com o Sr. (Donny) Hathaway

Não aprendi muito na escola
Mas sei as respostas não estão no fundo de um copo

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

O cara disse:
"Por que você acha que está aqui?
"Eu disse "não faço idéia
Eu vou, vou perder meu amor
Então eu sempre mantenho uma garrafa por perto"
Ele disse "acho que você só está deprimida,
Me dê um beijo aqui, amor, e vá descansar"

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber

Eu não quero beber nunca mais
Eu só oh, só preciso de um amigo
Não vou desperdiçar dez semanas
Pra todo mundo pensar que estou me recuperando

Não é só meu orgulhoÉ só até essas lágrimas secarem

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saberEu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

..................................

“Amy era minha inspiração”, diz afilhada da cantora
Dionne Bromfield publicou mensagem em seu site oficial

Mãe da cantora contou a jornal inglês sobre os últimos momentos ao lado da filha famosa
Janis Winehouse sobre a filha: "Ela parecia fora de si"
.................................................
Cantora inglesa, de 27 anos, se apresentou ao lado da afilhada na quarta-feira )20)

Amy Winehouse subiu ao palco pela última vez na quarta-feira (20). A cantora inglesa, que foi encontrada morta em sua casa no bairro de Camden, em Londres, na tarde deste sábado (23), se apresentou ao lado da afilhada, Dionne Bromfield, no evento "iTunes Festival 2011", que aconteceu no norte da capital inglesa. Usando uma blusa preta, a cantora deu um caloroso abraço na jovem e dançou durante a performance de "Mama Said" (ASSISTA ao vídeo abaixo).

http://revistaquem.globo.com/Revista/Quem/1,,EBC91-9530,00.HTML

Amy Winehouse aparece fantasiada em foto com apenas 6 anos de idade
A cantora nasceu em 14 de setembro de 1983 no bairro de Southgate, em Londres. Sua família é de origem judaica. Ela teve contato com a música desde cedo. Seu pai, o taxista Mitchell Winehouse, tinha o costume de lhe cantar clássicos de Frank Sinatra. Para se ter uma ideia, aos 10 anos, ela fundou sua primeira banda, chamada Sweet´n´Sour.

QUEM Online; Fotos Grosby Group

http://revistaquem.globo.com/Revista/Quem/0,,EMI251469-9531,00-AMY+WINEHOUSE.html

QUEM Online; Fotos Grosby Group

Amy Winehouse vendeu mais de cinco milhões de discos e conquistou fãs em todo o mundo com suas músicas confessionais, um estilo próprio de se vestir e a voz de dica do soul. No entanto, parece não ter a mesma habilidade para controlar a própria vida, envolvendo-se em um escândalo após o outro. O casamento tumultuado com Blake Fielder-Civil e o envolvimento com drogas ganharam mais destaque do que o talento de Amy.

GALERIA: RELEMBRE A TRAJETÓRIA DA CANTORA

Ela ganhou sua primeira guitarra aos 13 anos e um ano depois começou a escrever suas músicas. Na adolescência, trabalhou para uma rede mundial de notícias de entretenimento, além de cantar em uma banda de jazz. Na ocasião, seu namorado, Tyler James, mandou uma fita demo com as gravações de Amy para um executivo da gravadora Island/Universal, que logo viria a contratá-la.

Ainda jovem, Amy acabou passando por um trauma familiar ao descobrir que seu pai mantinha com caso com uma colega de trabalho, com a qual se casou em 1996. Amy e seu irmão mais velho, Alex Winehouse, eram cientes da traição e chegavam a chamar a amante de "a mulher do papai no trabalho".

O primeiro disco de Amy foi lançado em 20 de outubro de 2003 e recebeu o nome de "Frank". A produção era assinada por Salaam Remi, que já tinha trabalhado com Fergie e Toni Braxton. Em 30 de outubro de 2006, ela lançou Black to Black, e acabou conquistando o mundo com os hits: "Rehab", "You know I´m no good" e "Black to Black".

"Back to black" foi o disco mais vendido de 2007 (mais de 5 milhões de cópias no ano) e com mais de 10 milhões de cópias vendidas no mundo inteiro até o primeiro semestre de 2008. Esse trabalho lhe rendeu cinco Grammys (Melhor Álbum Pop, Melhor Performance de Cantora Pop, Melhor Artista Nova, Música do Ano e Gravação do Ano para a faixa 'Rehab'). "Back to Black" atingiu grande sucesso comercial, sendo o disco mais vendido de 2007.

Polêmicas
Amy já foi internada diversas vezes em clínicas de reabilitação por conta de seu envolvimento com álcool e drogas. Em uma das internações, ela teve como diagnóstico um enfisema pulmonar, causado pelo vício em cigarros e crack. Amy foi presa duas vezes por porte de drogas e já foi acusada de agredir fãs.

Amy Wimehouse em São Paulo - Mateus Mondini _ G1
O envolvimento com Blake Fielder-Civil também rendeu diversas páginas na imprensa. Eles se casaram em 18 de maio de 2007. Blake cumpriu pena por ter ferido gravemente o dono de um pub. O rapaz também é conhecido por seu envolvimento com drogas. O casamento entre eles sempre foi tumultuado e contou com diversos escândalos de traições. Em julho de 2009, Amy conseguiu se separar oficialmente de Blake, porém, afirmou que ele foi seu grande amor.

Em função de suas polêmicas, o governo dos Estados Unidos chegou a negar visto à artista para cantar no Staples Center, sede da 50ª edição do Grammy, realizada em 10 de fevereiro de 2008 em Los Angeles. Separados depois de idas e vinhas, hoje Blake aguarda pela chegada de seu primeiro filho, fruto da união com a atual namorada, Sarah Aspin.

Estilo

O modo de vestir de Amy sempre chamou atenção. Em entrevistas, ela costumava afirmar que gosta de se vestir como uma adolescente dos anos 60 ou como uma dona-de-casa daquela época: "Eu mesma escolho as peças, faço a minha maquiagem e arrumo o meu cabelo". Aliás, o penteado da cantora, conhecido como "beehive" (colméia de abelha) virou sua marca registrada.O forte delineador preto nas pálpebras também fazem seu estilo vintage.

Amy tem diversas tatuagens espalhadas pelo corpo. No braço esquerdo ela possui uma pin-up e uma ferradura da sorte, misturadas com a expressão Daddy's Girl (menina do papai). Já no antebraço esquerdo tem uma pena. No braço direito aparece um pássaro com as palavras Never clip my wings (Nunca amarres as minhas asas). Sobre o seio esquerdo ela tem uma tatoo de um bolso e a frase Blake´s (do Blake).

CARREIRA EM DECLÍNIO


Em janeiro deste ano, a cantora decepcionou os fãs brasileiros com uma turnê mal executada que passou por Florianópolis, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo. Por conta de sua saúde debilitada e do vício em álcool e drogas ela foi foi obrigada a se aposentar "por tempo indefinido". Ray Cosbert, empresário da cantora, tomou a decisão após Amy ter consumido "uma bela quantidade de bebida alcóolica" nos bastidores do show em Belgrado, na Sérvia, no mês de junho. A aposentadoria de Amy foi determinada para que a cantora conseguisse se tratar do vício das drogas e do álcool definitivamente. "Amy está deixando os palcos e este afastamento pode durar anos", afirmou. (SAIBA TUDO SOBRE A VINDA AO BRASIL)

MORTE PRECOCE
Amy Winehouse foi encontrada morta no sábado (24), em sua casa, em Londres, na Inglaterra. A informação, divulgada por um jornalista do "Daily Mirror" no Twitter foi confirmada pela polícia inglesa. A rede de televisão "Sky News" afirma que o corpo da cantora foi achado por volta das 16h (horário local) deste sábado.

http://g1.globo.com/pop-arte/fotos/2011/07/veja-momentos-da-carreira-da-cantora-amy-winehouse.html

20 de julho de 2011

FÉRIAS PEDEM ATRAÇÕES CULTURAIS

Labirinto Poético
No próximo dia 24 de julho estaria encerrando o período de visitação às exposições do MAB,(Museu de Arte de Blumenau)
para a manutenção das salas e montagem das próximas exposições que terão abertura no dia 4 de agosto.
Porém, o " Labirinto Poético" que acontece no Espaço Alternativo tem agradado bastante aos visitantes e Mia Avila (Gerencia M.A.B - Museu de Arte de Blumenau/Fundação Cultural de Blumenau) acha uma pena, que fique exposto por tão pouco tempo. Pensando nisso, defende a ideia de seguir com essa exposição por mais um período.

Nós expositores e a comunidade em geral, agradecemos por tudo isso!

Fundo Municipal de Apoio à Cultura

Fonte acessada: Prefeitura Municipal de Blumenau

(Quarta-feira,20/07/2011 - 17:00 )


A Fundação Cultural de Blumenau e o Conselho Municipal de Cultura informam que são 133
os projetos inscritos no Fundo Municipal de Apoio à Cultura, um aumento de 35,71%
em relação ao número de inscrições do ano passado. O processo de habilitação já foi finalizado.
Oito inscrições foram inabilitadas, por não atenderem os requisitos estabelecidos no edital.

Agora começa a avaliação técnica dos projetos, e a divulgação dos selecionados será
no dia 8 de agosto próximo. Para esta edição estão sendo disponibilizados R$ 600 mil -
50% a mais em relação a 2010.

O Fundo Municipal de Apoio à Cultura Fundo Municipal de Apoio à Cultura contempla
as áreas de artes visuais; cinema\fotografia\vídeo; artesanato; cultura popular; dança;
literatura; biblioteca; música; arquivo\pesquisa\documentação; artes cênicas e patrimônio cultural.
Segundo o gerente de Promoções e Eventos da Fundação e também secretário do Conselho,
Rolf Geske, serão selecionados 76 projetos culturais em diversas submodalidades.

Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Terça-feira,19/07/2011 )
Tudo pronto para o Blumenália 30 Anos

A Fundação Cultural de Blumenau está com tudo pronto para o Blumenália 30 Anos,
um dos eventos mais esperados do ano. Será neste sábado, 23, a partir das 15 horas,
no Parque Ramiro Ruediger. A entrada é gratuita e a promoção faz parte da segunda
edição do ano do Circo Acústico. O Blumenália 30 Anos fará um retorno às décadas
de 80 e 90, com a participação das bandas da época - algumas se reunindo somente para esta apresentação, além da presença de poetas, grafiteiro e dj´s.

Veja mais

Quarta-feira,20/07/2011 )

Show de MPB, na Fundação Cultural

Sinto grande alegria em ver meu ex-aluno Mazin da Silva a quem sempre incentivei, brilhando nos palcos da vida! Sim, Mazin você nasceu para brilhar. Lembro-me como se fosse hoje, na EBM Heriberto Müller, (Bairro Fortaleza - Blumenau - SC) a primeira escola em que atuei nos anos de 1985 e 1986. Você merece muito sucesso!

O baixista e compositor argentino Marcos Archetti se
apresenta no próximo dia 26, na Fundação Cultural de Blumenau.
Um show de música popular brasileira com John Mueller (voz e violão), Mazin da Silva e Jackson Carlos (guitarra),
Elvis Pauli (bateria) e Caio (baixo).
Marcos Archetti é renome mundial da música instrumental
e já tocou com o mestre Hermeto Pascoal.

Um pouco sobre ele:
Biografia
MAZIN Silva nasceu em Blumenau no dia 11 de agosto de 1975. Aos 8 anos começou a estudar guitarra e violão por influência de seu pai e do seu irmão mais velho. Aos 12 anos já tocava na banda da família, chamada de Os Regionais. Sendo esse o seu primeiro trabalho como músico. A banda tocava canções regionais do sul do Brasil e até os 16 anos a sua escola de música foram os bailes da vida.

Em 1991 começou a intensificar os seus estudos com o guitarrista Marco Anuzeck, iniciando assim, o seu aprimoramento técnico e teórico. MAZIN estudou 3 anos com o ANUZECK, e conheceu os que seriam hoje as suas maiores influências musicais: Hermeto Pascoal, Hélio delmiro, Pat Metheny, Heraldo do Monte,Toninho Horta, dentre outros.

A musicalidade de MAZIN é genuinamente brasileira, de fraseado brasileiro, a sua guitarra clean pega fogo quando sobe aos palcos. Ele toca desde Samba, Baião, Bossa nova, Jazz a Funk- rock, Baladas e músicas regionalistas do sul do Brasil. Prevalecendo os diferentes arranjos e o seu estilo próprio de compor e de tocar guitarra.

O guitarrista se apresentou em vários festivais, dentre eles o Festival Abrazos (Europa), Festival Spah (Sacramento-EUA), Cascavel Jazz Festival (PR-Brasil), Bluinstrumental (Blumenau-Brasil), Festival SESC Panorama (Jaraguá do Sul-Brasil), Festival Tagima Dream Team (SP - Brasil).

MAZIN é patrocinado pela Tagima, a maior marca de guitarras do Brasil, ele ministra Workshops e Master Class, como também, aulas de guitarra no Teatro Carlos Gomes de Blumenau.

Considerado por muitos músicos, e amantes da música, como um dos melhores guitarristas do sul do Brasil,MAZIN Silva se destaca pela sua virtuosidade, pela clareza de suas notas, pelas composições que saem dos poros, da alma, e pelo seu jeito apaixonado de tocar guitarra.

PRODUÇÕES CINEMATOGRÁFICAS


Fonte: JSC(20/07/2011)
As férias chegaram mas, com os dias frios, nem sempre a criançada pode ir brincar na rua. Como um dos passeios típicos do recesso escolar de inverno é o cinema, as crianças encontram em livros baseados nos filmes infantis outra boa opção.

Atualmente em cartaz, Carros 2 e Kung Fu Panda 2 são os principais temas dessas publicações. A sequência da animação estrelada pelo corredor Relâmpago McQueen ganhou um Guia do Filme, em formado semelhante a de outros famosos longas da Pixar, Disney e Dreamworks. O livro traz detalhes sobre os carrinhos e resume o enredo (o texto não revela o final, se não quiser estragar a surpresa, melhor deixar para depois de assistir).

Carros 2 ? Melhores Amigos é o título do segundo volume da série Livro para Gravar. Diversão certa, a obra traz um mecanismo que permite gravar você e seu filho lendo a história. Além de ouvir quantas vezes quiser, e possível regravar várias vezes, tanto o livro todo, como trechos separados. O primeiro volume da coleção é Toy Story 3, outro sucesso entre as crianças.

Quem se amarrou na versão 3D de Kung Fu Panda 2, pode ter um gostinho dessa experiência em casa, com o Guia do Filme em 3D. O livreto vem com o óculos especial e as imagens são muito bem feitas. O texto apresenta os personagens no contexto do filme.

Os fãs do vilão azul da Dreamworks também podem contar um guia, só que em formato voltado para uma faixa etária maior. Eu Sou Megamente possui texto mais longo e em fonte menor.

Para quem já está habituado à leitura, a boa opção é Os Pinguins do Sr. Popper, de Richard e Florence Atwater. Foi este livro que inspirou o filme estrelado por Jim Carrey, aposta da Fox para as férias de inverno. Mas a história, publicada originalmente em 1938, é muito diferente de sua adaptação cinematográfica. Publicado só agora no Brasil, trata-se de um clássico da literatura norte-americana, que recebeu o Prêmio Newbery Honor, um dos mais importantes dos EUA em termos de criação infanto-juvenil.

MÁRCIA FEIJÓ

Confira as manchetes do site de Notícias - Prefeitura de Blumenau
(Quarta-feira,20/07/2011 )
FMD Blumenau/Soya disputa Liga Sul de Vôlei Masculina de olho na Superliga

A torcida blumenauense tem a oportunidade de ver de perto, entre esta quinta-feira, dia 21 e sábado, dia 23, a renovada equipe de vôlei masculina da FMD Blumenau/Soya/Oympico/Furb/Barão. O time participa da etapa Sul da Liga Nacional, com os jogos sendo disputados no Ginásio do Galegão, com entrada franca. Em quadra três estreantes diante da torcida: o lidero Rafael, ex-Benfica, de Portugal; o ponteiro Carlão, ex-Võlei Futuro (SP) e o meia Iallison, ex-Cimed.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Handebol feminino de Blumenau recebe Novo Hamburgo pela Liga Nacional

Após a conquista do vice-campeonato da Copa Brasil, na última semana, o handebol feminino da FMD Blumenau/Furb/Foz do Brasil volta à quadra nesta quinta-feira, 21, às 19, no Ginásio do Complexo Esportivo do Sesi, quando recebe Novo Hamburgo (RS). O confronto abre o returno da Liga Nacional. A entrada é franca e o torcedor ainda participa do sorteio de brindes.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Segunda etapa de vacinação contra a Poliomielite será em agosto

A Secretaria de Saúde está fazendo o levantamento para a 2ª etapa de vacinação contra a Poliomielite em Blumenau, que será realizada de 8 a 16 de agosto. O dia “D” da Campanha será realizado no dia 13, quando as unidades de Saúde vão trabalhar durante todo o dia para atingir um maior número de crianças imunizadas.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Dia 28 tem Vorfest, o esquenta para a Oktoberfest

Foto Marcelo Martins. 20/07/2011.
A quarta Vorfest do ano será dia 28 deste mês, no Setor 3 do Parque Vila Germânica e terá animação de três bandas: Musical Germânica, Banda Cavalinho e Champagne vão se revezar no esquenta para a 28ª Oktoberfest de Blumenau (de 06 a 23 de outubro). A Vorfest é uma amostra da grande Festa de Outubro e oferece, inclusive, um pouco da gastronomia típica e variedade de chope.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
População da Itoupavazinha será beneficiada com novo posto de Saúde

Nos próximos dias a Prefeitura lança o edital para o início das obras de construção do novo posto de Saúde ESF Tereza Lescowitz, no bairro Itoupavazinha. O projeto prevê a construção de aproximadamente 450 metros quadrados de área, com estrutura para duas equipes de Saúde atendendo no local.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Basquete masculino entra em quadra pelos estaduais Sub-14 e Sub-16

O basquete masculino da FMD Blumenau/Apab/Furb/Altenburg/Foz do Brasil/Alta Papéis entra em quadra, nesta quinta-feira, dia 21 e sexta-feira, dia 22, para a disputa dos estaduais Sub-14 e Sub-16, respectivamente. As partidas vão ser realizadas na no Ginásio da Sulfabril, com entrada franca. O treinador Christian Gerhard Nau pretende aproveitar o fator casa para subir na tabela de classificação em ambos os torneios.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Blumenau participa de Curso da Convenção da ONU

O Presidente da Sociedade Cultural Amigos do Centro Braille da Fundação Cultural de Blumenau, Giovani Machado, vai a João Pessoa, na Paraíba, participar do Curso da Convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência. O evento vai de domingo a sexta-feira, 24 a 29, e é realizado pela Organização Nacional de Cegos do Brasil. A participação de Giovani é patrocinada pelas empresas Carton Druck e Colisão.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Inscrições para a formação continuada do magistério iniciam no dia 25
A Secretaria de Educação (Semed) abre inscrições para a formação continuada “Diretrizes Curriculares da Educação Básica na Rede Municipal de Ensino de Blumenau: Concepções e Conceitos que Fundamentam os Componentes Curriculares”, destinada aos profissionais do magistério das unidades escolares municipais.

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Inscrições para a formação continuada do magistério iniciam no dia 25

A Secretaria de Educação (Semed) abre inscrições para a formação continuada “Diretrizes Curriculares da Educação Básica na Rede Municipal de Ensino de Blumenau: Concepções e Conceitos que Fundamentam os Componentes Curriculares”, destinada aos profissionais do magistério das unidades escolares municipais.

A inscrição pode ser realizada entre os dias 25 de julho e 4 de agosto, por meio do site www.furb.br/semedblu. A formação é uma parceria entre a Semed e a Furb e tem como objetivo subsidiar os profissionais do magistério para o exercício da docência, além das funções de apoio e suporte, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Semed.

Mais informações sobre a formação continuada podem ser obtidas por meio do site www.blumenau.sc.gov.br/educacao, Edital 015, no link Editais e Portarias.

Assessora de Comunicação: Andressa da Silva

(Quarta-feira,20/07/2011 )
Show de MPB, na Fundação Cultural

O baixista e compositor argentino Marcos Archetti se apresenta no próximo dia 26, na Fundação Cultural de Blumenau. Um show de música popular brasileira com John Mueller (voz e violão), Mazin da Silva e Jackson Carlos (guitarra), Elvis Pauli (bateria) e Caio (baixo). Marcos Archetti é renome mundial da música instrumental e já tocou com o mestre Hermeto Pascoal.

(Terça-feira,19/07/2011 )
Regulamento do concurso da Rainha da Oktoberfest 2012 está à disposição no site oficial da festa

As moças interessadas em participar do concurso que vai eleger a Rainha e as Princesas da Oktoberfest 2012 já podem consultar o regulamento da disputa à disposição no site oficial da festa – www.oktoberfestblumenau.com.br , no link Tradição e Cultura. O concurso será realizado no dia 23 de outubro, último dia da festa deste ano, no Setor 2 do Parque Vila Germânica.

(Terça-feira,19/07/2011 )

Projeto inovador vai reunir em Blumenau (SC) sabores peculiares, em um espaço tomado pelos aromas de especiarias e profissionais da gastronomia nacional e internacional. Além destes elementos, compõem o cenário delícias produzidas nos diferentes cantos do país. Assim, forma-se a SC Gourmet - 1ª Mostra Brasileira de Queijos, Vinhos e Delikatessen, evento que acontece entre os dias 21 e 24 de julho, e que já é considerado um novo marco no turismo enogastronômico catarinense.

(Terça-feira,19/07/2011 )
Prefeitura lança Programa de Aperfeiçoamento do Servidor, dia 27

A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Administração, lança no dia 27de julho, o Programa de Aperfeiçoamento do Servidor (PAS). O programa será desenvolvido junto com a Empresa Dtcom - Educação e Comunicação Corporativa e consiste num sistema de capacitação continuada que utiliza a metodologia de ensino à distância. O lançamento com aula inaugural para cerca de 400 servidores, incluindo as chefias, ocorre no Viena Park Hotel, Rua Hermann Huscher, 670 - Bairro Vila Formosa, a partir das 9h.

18 de julho de 2011

Pesquisadores encontram submarino


 
15/07/2011 15h24 - Atualizado em 15/07/2011 15h45

'É o primeiro naufrágio de submarino encontrado no Brasil', diz pesquisador



Embarcação foi localizada nesta quinta-feira (14), no litoral catarinense.
Plano de buscas começou há dois anos e foi feito em veleiro.

Glauco Araújo Do G1, em São Paulo
Equipe de pesquisadores analisam dados em computador de veleiro em SC (Foto: Divulgação/Família Schurmann)Equipe de pesquisadores analisam dados em
computador de veleiro em SC (Foto: Divulgação/
Família Schurmann)
"Este é o primeiro naufrágio de submarino encontrado em águas brasileiras. Isso tem uma importância histórica e cultural muito grande", disse Rafael Medeiros Sperb, pesquisador da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), que participou da operação de prospecção oceanográfica no Litoral de Santa Catarina. A equipe encontrou, na noite desta quinta-feira (14), o submarino alemão, prefixo U513, afundado na costa catarinense em 19 de julho de 1943, durante a 2ª Guerra Mundial.
Segundo ele, o fato de a expedição ter sido feita em um veleiro também é algo inédito. "Foi a primeira vez também que um levantamento desse porte foi realizado em um veleiro. Não temos registros de que isso tenha sido feito em outras ocasião", afirmou Sperb ao G1. Ainda de acordo com o pesquisador, este submarino é um entre os 11 que afundaram no mar brasileiro no período da guerra.
O trabalho foi realizado por pesquisadores do Instituto Kat Schurmann em parceria com a Univali. Ainda segundo a universidade, o submarino foi procurado por pesquisadores durante dois anos.  A operação de prospecção oceanográfica começou no sábado (9) e deveria durar até sábado (16), mas o retorno da equipe foi antecipado em virtude do encontro do submarino.
De acordo com Sperb, a embarcação foi encontrada nas proximidades de São Francisco do Sul (SC), por volta das 22h desta quinta-feira. O submarino está encalhado a 75 metros de profundidade.
Segundo o pesquisador, foram afundados 11 submarinos alemães durante a 2ª Guerra Mundial em águas brasileiras. Vários grupos de arqueologia subaquática desenvolvem pesquisa para encontrar dados e informações sobre os locais dos naufrágios.
Equipes retiram equipamento que registrou imagens do submarino do fundo do mar no litoral de SC (Foto: Divulgação/Família Schurmann)Equipes retiram equipamento que registrou imagens do submarino do fundo do mar no litoral de SC (Foto: Divulgação/Família Schurmann)
Pesquisadores colocam equipamento no mar para localizar submarino alemão no litoral de SC (Foto: Divulgação/Família Schurmann)Pesquisadores colocam equipamento no mar para localizar submarino alemão no litoral de SC (Foto: Divulgação/Família Schurmann)
Pesquisadores colocam equipamento no mar para localizar submarino alemão (Foto: Divulgação/Família Schurmann)
Pesquisadores colocam equipamento no mar para
 localizar submarino alemão (Foto: Divulgação/Família Schurmann)
Fonte:
Acesso: 11:28 h  / 18/07/2011





17 de julho de 2011

SUGESTÕES PARA AS FÉRIAS

PREZADOS LEITORES!

Para acessar a nossa galeria de fotos na web, basta clicar neste link abaixo:

http://picasaweb.google.com/livrocais

Sugestão para as férias:

A postagem abaixo, foi sugestão de nossa leitora Angeli Jacinto.
Fico muito feliz por nos presentear com esta belíssima mensagem.
Lembro-me que um dia ela me falou:
- Pra você o mundo está sempre na cor rosa...
E eu pensei assim:
- Vou ficar em silêncio e esperar que
um dia ela manifeste o seu lado rosa...
Hoje ao ler a referida mensagem,
reforço a ideia do título e digo mais:
- Ela não basta ser lida...
precisa ser vivenciada...

MARIO QUINTANA VALE A PENA SER LIDO

(Mário Quintana)

Não quero alguém que morra de amor por mim...
Só preciso de alguém que viva por mim,
que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,
quero apenas que me ame,
não me importando com que intensidade.

Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto,
gostem de mim...
Nem que eu faça a falta que elas me fazem,
o importante pra mim é saber que eu,
em algum momento, fui insubstituível...
E que esse momento será inesquecível...
Só quero que meu sentimento seja valorizado.

Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto,
mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz
para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...
E poder ter a absoluta certeza
de que esse alguém também pensa em mim
quando fecha os olhos, que faço
falta quando não estou por perto.

Queria ter a certeza de que apesar de
minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo,
que abusa demais dos bons sentimentos
que a vida lhe proporciona,
que dê valor ao que realmente importa,
que é meu sentimento...
E não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude,
para que eu nunca cresça,
para que eu seja sempre eu mesmo.

Não quero brigar com o mundo,
mas se um dia isso acontecer,
quero ter forças suficientes
para mostrar a ele que o amor existe...
Que ele é superior ao ódio e ao rancor,
e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar,
amanhã será outro dia,
e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos,
talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.

Que eu nunca deixe minha esperança
ser abalada por palavras pessimistas...
Que a esperança nunca me pareça um "não"
que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como "sim".

Quero poder ter a liberdade
de dizer o que sinto a uma pessoa,
de poder dizer a alguém o quanto
ela é especial e importante pra mim,
sem ter de me preocupar com terceiros...
Sem correr o risco de ferir uma
ou mais pessoas com esse sentimento.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas
que nada foi em vão...
Que o amor existe, que vale a pena
se doar às amizades a às pessoas,
que a vida é bela sim, e que eu sempre
dei o melhor de mim...e que valeu a pena!!!

REFLETINDO SOBRE O QUE ACABEI DE LER:

Partilho com vocês o meu lado rosa da vida!

O LADO ROSA DA VIDA


Realmente, para um ser humano ser feliz e ver tudo
com olhos de sabedoria e simplicidade,
é necessário ter vivido muita emoção
em tudo que tenha feito,
para poder entender o segredo da alegria de viver.
A felicidade não é algo que se busca fora de nós.
Ela encontra-se dentro de nós mesmos.

Quando não a sentimos
é porque deixamos de fazer alguém feliz.
A felicidade tem o efeito de um bumerangue,
ele vai, mas volta sempre em nossa direção.

Quantas vezes, exigimos dos outros
mais do que podem nos dar,
procurando a perfeição em tudo o que fazemos,
preocupados com resultados
esquecendo de que o processo é o que vale.

Durante a caminhada, vivemos,
mas se pensarmos só na chegada,
deixamos de viver "o lado rosa da vida",
deixamos de sentir o aroma das flores
e a alegria das crianças.

Todos somos insubstituíveis,
mas qualquer um de nós
pode fazer melhor
aquilo que alguém já realizou.
Já não somos mais aquilo que fomos um dia,
mas temos a capacidade para sermos
aquilo que ainda almejarmos ser.
(Mª de Fátima M. Baumgärtner)

ESTA É SUGESTÃO DOS NOSSOS ALUNOS
http://www.releituras.com/mquintana_bio.asp


O tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho
a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente
e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo
de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado
por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que,
infelizmente, nunca mais voltará.

Mário Quintana
............................................
Poeminho do Contra

Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão...
Eu passarinho!
(Prosa e Verso, 1978)


Biografia Mário Quintana


Mário de Miranda Quintana foi um poeta, tradutor e jornalista. É considerado um dos maiores poetas brasileiros do século 20.

Mario de Miranda Quintana nasceu prematuramente na noite de 30 de julho de 1906, na cidade de Alegrete, situada na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. Seus pais, o farmacêutico Celso de Oliveira Quintana e Virgínia de Miranda Quintana, ensinaram ao poeta aquilo que seria uma de suas maiores formas de expressão - a escrita. Coincidentemente, isso ocorreu pelas páginas do jornal Correio do Povo, onde, no futuro, trabalharia por muitos anos de sua vida.

O poeta também inicia na infância o aprendizado da língua francesa, idioma muito usado em sua casa. Em 1915 ainda estuda em Alegrete e conclui o curso primário, na escola do português Antônio Cabral Beirão. Aos 13 anos, em 1919, vai estudar em regime de internato no Colégio Militar de Porto Alegre. É quando começa a traçar suas primeiras linhas e publica seus primeiros trabalhos na revista Hyloea, da Sociedade Cívica e Literária dos Alunos do Colégio Militar.

Cinco anos depois sai da escola e vai trabalhar como caixeiro (atendente) na Livraria do Globo, contrariando seu pai, que queria o filho doutor. Mas Mario permanece por lá nos três meses seguintes. Aos 17 anos publica um soneto em jornal de Alegrete, com o pseudônimo JB. O poema era tão bom que seu Celso queria contar que era pai do poeta. Mas quem era JB? Mario, então, não perde a chance de lembrar ao pai que ele não gostava de poesia e se diverte com isso.

Em 1925 retorna a Alegrete e passa a trabalhar na farmácia de propriedade de seu pai. Nos dois anos seguintes a tristeza marca a vida do jovem Mario: a perda dos pais. Primeiro sua mãe, em 1926, e no ano seguinte, seu pai. Mas a alegria também não estava ausente e se mostra na premiação do concurso de contos do jornal Diário de Notícias de Porto Alegre com A Sétima Passagem e na publicação de um de seus poemas na revista carioca Para Todos, de Alvaro Moreyra.

Corre o ano de 1929 e Mario já está com 23 anos quando vai para a redação do jornal O Estado do Rio Grande traduzir telegramas e redigir uma seção chamada O Jornal dos Jornais. O veículo era comandado por Raul Pilla, mais tarde considerado por Quintana como seu melhor patrão.

A Revista do Globo e o Correio do Povo publicam seus versos em 1930, ano em que eclode o movimento liderado por Getúlio Vargas e O Estado do Rio Grande é fechado. Quintana parte para o Rio de Janeiro e torna-se voluntário do 7º Batalhão de Caçadores de Porto Alegre. Seis meses depois retorna à capital gaúcha e reinicia seu trabalho na redação de O Estado do Rio Grande.

Em 1934 a Editora Globo lança a primeira tradução de Mario. Trata-se de uma obra de Giovanni Papini, intitulada Palavras e Sangue. A partir daí, segue-se uma série de obras francesas traduzidas para a Editora Globo. O poeta é responsável pelas primeiras traduções no Brasil de obras de autores do quilate de Voltaire, Virginia Woolf, Charles Morgan, Marcel Proust, entre outros.

Dois anos depois ele decide deixar a Editora Globo e transferir-se para a Livraria do Globo, onde vai trabalhar com Erico Verissimo, que lembra de Quintana justamente pela fluência na língua francesa. É por esta época que seus textos publicados na revista Ibirapuitan chegam ao conhecimento de Monteiro Lobato, que pede ao poeta gaúcho uma nova obra. Quintana escreve, então, Espelho Mágico, que só é publicado em 1951, com prefácio de Lobato.

Na década de 40, Quintana é alvo de elogios dos maiores intelectuais da época e recebe uma indicação para a Academia Brasileira de Letras, que nunca se concretizou. Sobre isso ele compõe, com seu afamado bom humor, o conhecido Poeminha do Contra.

Como colaborador permanente do Correio do Povo, Mario Quintana publica semanalmente Do Caderno H, que, conforme ele mesmo, se chamava assim, porque era feito na última hora, na hora “H”. A publicação dura, com breves interrupções, até 1984. É desta época também o lançamento de A Rua dos Cataventos, que passa a ser utilizado como livro escolar.

Em agosto de 1966 o poeta é homenageado na Academia Brasileira de Letras pelos ilustres Manuel Bandeira e Augusto Meyer. Neste mesmo ano sua obra Antologia Poética recebe o Prêmio Fernando Chinaglia de melhor livro do ano. No ano seguinte, vem o título de Cidadão Honorário de Porto Alegre. Esta homenagem, concedida em 1967, e uma placa de bronze eternizada na praça principal de sua terra natal, Alegrete, no ano seguinte, sempre eram citadas por Mario como motivo de orgulho. Nove anos depois, recebe a maior condecoração que o Governo do Rio Grande do Sul concede a pessoas que se destacam: a medalha Negrinho do Pastoreio.

A década de 80 traz diversas honrarias ao poeta. Primeiro veio o Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra. Mais tarde, em 1981, a reverência veio pela Câmara de Indústria, Comércio, Agropecuária e Serviços de Passo Fundo, durante a Jornada de Literatura Sul-rio-grandense, de Passo Fundo.

Em 1982, outra importante homenagem distingue o poeta. É o título de Doutor Honoris Causa, concedido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). Oito anos depois, outras duas universidades, a Unicamp, de Campinas (SP), e a Universidade Federal do Rio de Janeiro concedem o mesmo tipo de honraria a Mario Quintana. Mas talvez a mais importante tenha vindo em 1983, quando o Hotel Majestic, onde o poeta morou de 1968 a 1980, passa a chamar-se Casa de Cultura Mario Quintana. A proposta do então deputado Ruy Carlos Ostermann obteve a aprovação unânime da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Ao comemorar os 80 anos de Mario Quintana, em 1986, a Editora Globo lança a coletânea 80 Anos de Poesia. Três anos depois, ele é eleito o Príncipe dos Poetas Brasileiros, pela Academia Nilopolitana de Letras, Centro de Memórias e Dados de Nilópolis e pelo jornal carioca A Voz. Em 1992, A Rua dos Cataventos tem uma edição comemorativa aos 50 anos de sua primeira publicação, patrocinada pela Ufrgs. E, mesmo com toda a proverbial timidez, as homenagens ao poeta não cessam até e depois de sua morte, aos 88 anos, em 5 de maio de 1994.

Bibliografia:

- A Rua dos Cata-ventos (1940)
- Canções (1946)
- Sapato Florido (1948)
- O Batalhão de Letras (1948)
- O Aprendiz de Feiticeiro (1950)
- Espelho Mágico (1951)
- Inéditos e Esparsos (1953)
- Poesias (1962)
- Antologia Poética (1966)
- Pé de Pilão (1968) - literatura infanto-juvenil
- Caderno H (1973)
- Apontamentos de História Sobrenatural (1976)
- Quintanares (1976) - edição especial para a MPM Propaganda.
- A Vaca e o Hipogrifo (1977)
- Prosa e Verso (1978)
- Na Volta da Esquina (1979)
- Esconderijos do Tempo (1980)
- Nova Antologia Poética (1981)
- Mario Quintana (1982)
- Lili Inventa o Mundo (1983)
- Os melhores poemas de Mario Quintana (1983)
- Nariz de Vidro (1984)
- O Sapato Amarelo (1984) - literatura infanto-juvenil
- Primavera cruza o rio (1985)
- Oitenta anos de poesia (1986)
- Baú de espantos ((1986)
- Da Preguiça como Método de Trabalho (1987)
- Preparativos de Viagem (1987)
- Porta Giratória (1988)
- A Cor do Invisível (1989)
- Antologia poética de Mario Quintana (1989)
- Velório sem Defunto (1990)
- A Rua dos Cata-ventos (1992) - reedição para os 50 anos da 1a. publicação.
- Sapato Furado (1994)
- Mario Quintana - Poesia completa (2005)
- Quintana de bolso (2006)

No exterior:

- Em espanhol:
- Objetos Perdidos y Otros Poemas (1979) - Buenos Aires - Argentina.
- Mario Quintana. Poemas (1984) - Lima, Peru.

LISTA DOS BLOGS TOP 30

Prezados leitores!
Continuem votando no blog Educar, queremos que esteja na lista TOP 30! Para conferir é só acessar esse link a partir do dia 17 de julho. Toda semana serão mostrados títulos dos blogs mais votados! Obrigada!!http://www.topblog.com.br/2011​/top30/

11 de julho de 2011

Livros didáticos ou Tablets

Coréia do Sul planeja substituir todos os livros didáticos por versões digitais até 2015

Sim, você leu certo, a Coréia do Sul pretende substituir todos os livros didáticos que as crianças utilizam nas escolas por modernos e belos formatos que podem ser acessados por tablets já em 2015. O país pretende investir 2 bilhões de dólares para passar todo o conteúdo que está armazenado em livros que são utilizados atualmente, para a tela digital dos tablets ou notebooks.

Os estudantes terão acesso aos livros que estarão disponíveis em um servidor que estará disponível na nuvem e que podem ser lidos a partir de um tablet, principalmente. Este sistema poderá ser utilizado atém em casa, para os alunos que faltarem na escola, ou ainda estender os estudos da escola para casa. Aqui no Brasil mal temos computadores em quantidade compatível com os alunos das escolas, mesmo nas particulares, imagine uma solução destas, seria incrível.

Via: Engadget.

http://museudeartedeblumenau.blogspot.com/

Mais obras de Terezinha Manczak




8 de julho de 2011

EVENTOS DE JULHO EM BLUMENAU



Domingo começa a Mostra Blumenauense de Teatro

Fonte: http://www.blumenau.sc.gov.br/
Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Apresentações fazem parte do 24º Fitub.

Começa neste domingo, 10, no Auditório Carlos Jardim, da Fundação Cultural de Blumenau, a Mostra Blumenauense de Teatro, com a participação de cinco grupos da cidade. A Mostra integra a programação do 24◦ Festival Internacional de Teatro de Blumenau (Fitub), organizado pela Furb. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do festival, no Teatro Carlos Gomes (das 12h30 às 22h), ou uma hora antes do espetáculo, na Fundação Cultural. O ingresso custa R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).


Domingo, 21h e 23h
Amálgama - Grupo Adriano Amaral e Silvio da Luz
A obra retrata um homem mergulhado em suas lembranças, preso sozinho em um ciclo onde passado e futuro se encontram. O outro, para o homem só, são os objetos, é a memória. E o homem tentará refazer o que se perdeu. Amálgama é um caminho de busca do que já deixou de ser. É como o pai que assiste repetidamente ao vídeo do parto do filho, morto, tentando, a cada vez, ressuscitá-lo. É na repetição, em Amálgama, que se procura alguma forma de redenção.
Não recomendado para menores de 18 anos

Segunda-feira, 20h30 e 22h30
Estrangeiros
Na loja de fantasias de propriedade de seu pai, Alícia vê chegar um desconhecido, de quem ela pouco compreende a pronúncia e as palavras. Nesse encontro, Alícia, acostumada às certezas daquele ambiente, poderá se enxergar de longe, de fora, sem disfarces. Jogada contra si mesma e exposta à nudez da sua vida, ela então se agarra à única chance que tem de tentar mudar tudo.
Recomendável para maiores de 18 anos.

Terça-feira, 20h30 e 22h30
Volúpia - Cia Carona de Teatro
Colocados em situações limites nos seus relacionamentos, aprisionados por uma sexualidade que não sabem se libertam ou não, os personagens de Volúpia perseguem certezas que não conhecem. Através de histórias que se entrelaçam, Volúpia caminha por becos escuros. Nos estereótipos (o casal que procura no alargamento de seus limites sexuais o amor que lhes falta, a menina que descobre a sua sexualidade, o homem que luta contra os seus desejos) Volúpia procura o que lhes é incomum, particular, e é dessa fragilidade que Volúpia se aproveita.
Recomendável para maiores de 18 anos.

Quarta-feira, 20h30
Encena Catarina - Sesc
Pequeno Monólogo de Julieta - Grupo Círculo
É um espetáculo que amplia a dimensão trágica da personagem de Shakespeare, mostrando seu tormento emocional em relação ao ato suicida. Levanta questionamentos quanto aos valores de vida e morte, sobretudo quando assentados na implicância social de um suicídio amoroso - o crime passional contra si.
Recomendável para maiores de 14 anos.

Quinta-feira, 20h30 e 23h
Amar (e mesmo assim ...) - Grupo Detalhe de Teatro
Carla Edilene quer sentir. Não qualquer sentimento. Carla Edilene quer sentir exatamente o mesmo que sentiriam as personagens das revistas de fofoca, dos programas de rádio e das novelas que constantemente vê. Mas ela foi traída. E agora Carla Edilene tem que reagir à traição da forma mais adequada possível, nem que tenha que se desdobrar para, dentro de si, encontrar algo que nunca imaginou existir.
Não recomendado para menores de 16 anos.

Sexta-feira, 21h e 23h
História Natural de Sonhos - Grupo Elementos em Cena
Inspirado na obra literária homônima (lançada pela Nauemblu ciência e arte, sob a batuta do poeta Dennis Radünz) e que tem como base os poemas que Fritz Müller - naturalista e cientista alemão radicado em Blumenau durante o século XIX - escreveu para suas nove filhas, e que versam sobre a fauna e a flora da nossa região. O espetáculo alia história e teatro num momento de fruição, onde a figura do 'Príncipe dos Observadores' é apresentada sob a sua faceta de artista criador da palavra, encantado pela verdade e a beleza da mata in natura que encontrou quando aqui chegou e viveu.
Faixa etária - Livre

Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Fundação Cultural realiza o Blumenália 30 Anos


A Fundação Cultural de Blumenau realiza no próximo dia 23, sábado, o Blumenália 30 Anos, com show das bandas The Zorden, John Müller e MpBambas e as pioneiras do evento nos anos 80 e 90, como a Grifo, Sementes da Terra, Vlad V e Ambos os 2, com participação especial de Daniel Lucena, vocalista da Expresso Rural. O evento lança o cd Blumenália 30 Anos, que tem duas faixas de cada banda; na oportunidade haverá também performances de poetas, grafiteiros e dj´s. O Blumenália vai começar às 15 horas, no Parque Ramiro Ruediger. A entrada será gratuita e a promoção aberta ao público.


O Grifo, que abre o cd e participa com músicas que foram sucesso na época, Schultz e Baby, dos anos 80, e gravadas em 1997. O Vlad V, banda que existe até hoje, participa com as músicas Ouça os Anjos e Vento Sul, gravadas em 2007 e 2011. O Sementes da Terra mostra Verde Coração e O Sonho e o Tempo, também dos anos 80, gravadas em 2006. A Expresso (ex-Rural), mostra músicas gravadas em 84 e 86. O sucesso de Certos Amigos e Banho das Seis, esta última lançada inicialmente em carreira solo por Daniel Lucena (vocalista do Expresso). A Ambos os 2, formada no início dos anos 90, mostra Camaleão e Limites, gravadas em 1996. As mais recentes como The Zorden e John Müller & MpBambas, participaram do cd com gravações de 2011 e suas músicas Nossa Geração e Dinheiro e Abolição do Preconceito e Nome a uma Estrela, respectivamente. Tudo remasterizado pela RVB Estúdios.

Além de ser entregue nos órgãos de comunicação do sul do país, o cd pode ser encontrado na Bee Bop Discos, rua sete de setembro, 1128. O blog do Blumenália com histórias, fotos e detalhes do cd, também está no ar: www.blumenalia.blogspot.com

Créditos: Assessora de Comunicação: Marilí Martendal


A Noite Multicultural de quinta-feira, dia 7 de julho de 2011 em Blumenau - SC, foi maravilhosa, um sucesso!
Na Galeria do Papel aconteceu a exposição Sujos, Feios e Musicais, do artista Denis Pacher;

Na Sala Elke Hering, homenagem ao artista Pedro Dantas, com exposição de obras do acervo do MAB e também do acervo do artista;

No Espaço Alternativo, a exposição Labirinto Poético, do qual eu participei com uma instalação denominada LABIRINTO, com demais Poetas Blumenauenses.


Obra Sala do Poeta de terezinha Manczak
Foto:Créditos ao fotógrafo Jaime Batista
No Espaço Elfy Eggert, apresentação do Bráss Septet, pela Banda Municipal de Blumenau.
Amei tudo o que vi, mas adorei o poço (Marcelo Steil) e encontrei algumas fotos nesse gênero na internet, olha só que maravilha! A obra de Otto Eduardo Gonçalves também é linda!

Foto:Créditos ao fotógrafo Jaime Batista
Bem, pra finalizar, de todos.
É só ir até lá para conferir.

Foto:Créditos ao blog http://pipocaglobal.com/?p=2435

Um poço de livros para saciar a sede de quem ler!

Ainda vou postar as fotos da noite!

Notícias Relacionadas:
- Festfolk em Blumenau
- Feira da Amizade
- Definidos os carros alegóricos da Oktoberfest 2011
- Grupos retornam ao palco italiano no 24º Fitub

Está tudo pronto para a 12ª edição do Festival Nacional de Danças Folclóricas (Festfolk), que começa nesta sexta-feira, 8, às 19 horas, no setor 1 do Parque Vila Germânica. São 11 grupos de cinco Estados que apresentarão várias etnias.
A novidade deste ano foi a participação de grupos internacionais, que foi marcada por três representantes do Equador, Colômbia e Argentina. Esses grupos ministraram oficinas, abertas ao público. O Festfolk teve apresentações oficiais na Vila Germânica, e como palco alternativo, a Praça Dr. Blumenau. Além disso, houve desfile dos grupos pela Rua XV de Novembro. A entrada é sempre gratuita e o público está convidado a prestigiar. O Festfolk encerrou neste domingo, 10.
A Fundação Cultural de Blumenau abriu nesta sexta-feira, 8, a 12ª. edição do Festival Nacional de Danças Folclóricas (Festfolk). A abertura foi às 19 horas, no Setor 1 da Vila Germânica. Onze grupos de cinco Estados e três do Equador, Colômbia e Argentina, apresentaram várias etnias. O Festfolk trouxe apresentações oficiais na Vila Germânica – onde também aconteceram oficinas, e como palco alternativo, a Praça Dr. Blumenau. Na Furb aconteceram as palestras.

Programação

Dia 8 - Sexta - Palco Oficial - Parque Vila Germânica - Setor 1
19h - Cerimonial de Abertura
19h30 - Início das apresentações

Grupo Equatoriano de Dança Inti Quilla Hayra
Etnia Equatoriana - Equador

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Italiana - Passo Fundo/RS

Grupo Colombiano da Universidade Pedagógica Nacional
Etnia Colombiana - Colômbia

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Grupo de Danças Alemãs da Furb
Etnia: Alemã - Blumenau/SC

Ballet Folklórico Latinomericano Santiago del Estero
Etnia Argentina - Argentina

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

Dia 9 – Sábado - Praça Dr. Blumenau

9h - Início das apresentações

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Italiana / Portuguesa - Passo Fundo/RS

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

11h - Desfile Folclórico - Rua XV de Novembro
Saída da Praça Dr. Blumenau

Palco Oficial - Parque Vila Germânica - Setor 1

14h às 17h - Taller de Danças Internacionais, com os grupos participantes

18h - Cerimonial de entrega dos troféus

18h30 - Início das apresentações

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Grupo Colombiano da Universidade Pedagógica Nacional
Etnia Colombiana - Colômbia

Grupo de Dança do Ventre Ellen Tafner
Etnia Árabe - Blumenau/SC

Programa Dançando na Escola - Escola Municipal Professora Laura Andrade
Etnia Africana - Joinville/SC

Grupo de Danças Folclóricas Eintrachtvolkstanzgruppe
Etnia Alemã - Blumenau/SC

Grupo Equatoriano de Dança Inti Quilla Hayra
Etnia Equatoriana - Equador

Grupo de Dança do Ventre Ellen Tafner
Etnia Árabe - Blumenau/SC

Grupo Folclórico Polonês Karolinka
Etnia Polonesa - São Mateus do Sul/PR

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

Grupo de Danças Laços de Tradição
Etnia Gaúcha – Andina - Corupá/SC

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Portuguesa - Passo Fundo/RS

Ballet Folklórico Latinomericano Santiago del Estero
Etnia Argentina - Argentina

Grupo Folclórico Teutônia
Etnia Alemã - Blumenau/SC

Grupo Folclórico Polonês Orzel Bialy
Etnia Polonesa - Criciúma/SC

Dia 10 – Domingo

10h - Palestra: Identidade e Autenticidade de Grupos Parafolclóricos
Mestre Marco Aurélio de Cruz Souza
Local: Auditório Bloco “J” da FURB
Vagas limitadas

11h - Conferência Ilustrada sobre A origem das formas coreográficas do folclore Argentino,
e O uso da vestimenta rural: masculino e feminino, de 1700 a 1920.
Palestrante: Mercedes Ballerini de Messad - Argentina
Local: Auditório Bloco “J” da FURB
Vagas limitadas

Palco Oficial - Parque Vila Germânica - Setor 1
13h30 - Início das apresentações

Grupo de Danças Laços de Tradição
Etnia Gaúcha – Andina - Corupá/SC

Grupo Folclórico Polonês Orzel Bialy
Etnia Polonesa - Criciúma/SC

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Programa Dançando na Escola - Escola Municipal Professora Laura Andrade
Etnia Africana - Joinville/SC

Grupo Folclórico Polonês Karolinka
Etnia Polonesa - São Mateus do Sul/PR

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Brasileira – Nordestina - Passo Fundo/RS

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

Grupo Equatoriano de Dança Inti Quilla Hayra
Etnia Equatoriana - Equador

Grupo Colombiano da Universidade Pedagógica Nacional
Etnia Colombiana - Colômbia

Ballet Folklórico Latinomericano Santiago del Estero
Etnia Argentina - Argentina

Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Nesta sexta-feira, sábado e domingo, dias 8,9 e 10, a Fundação Pró-família realiza a 23ªedição da Feira da Amizade. O evento ocorre nos três setores do Parque Vila Germânica com atrações para toda família. Em paralelo, ocorre o 12º Festival Nacional de Danças Folclóricas – Festfolk – com apresentações culturais internacionais e de vários estados brasileiros, agregando ainda mais beleza ao setor 1 do Parque.
A Feira da Amizade contará com a participação de aproximadamente 300 expositores: 64 clubes de mães, 100 artesãos, 28 entidades no brechó, 17 pontos gastronômicos, cinco espaços para venda e exposição de quadros e telas, dois espaços para plantas e 78 unidades de divulgação, orientação e serviços, além do restaurante e brinquedos infláveis.

De acordo com a presidente da Fundação Pró-família, Patricia Loch Kleinübing, a Feira da Amizade é uma oportunidade para apresentar e vender os produtos fabricados pela comunidade blumenauense, contribuindo com a renda de muitas famílias. Ainda segundo a presidente, este ano a Feira da Amizade contará com mais espaço físico para circulação entre os corredores e alamedas de serviço, medida que visa proporcionar mais conforto e, atender ainda, os portadores de deficiência física.

Vale destacar que a expectativa é reunir mais de 60 mil pessoas durante os três dias do evento, apenas para a tradicional Feijoada cerca de 3 mil pessoas são esperadas.

Confira os horários da 23ª Feira da Amizade
Sexta-feira, dia 8: das 18h30 (abertura solene com participação de público e autoridades) às 22 horas;
Sábado, dia 9: das 10 às 22 horas;
Domingo, dia 10: das 10 às 19 horas.

Definidos os carros alegóricos da Oktoberfest 2011– 5 de julho de 2011
A Comissão de Desfiles definiu os 16 carros alegóricos que estarão nos desfiles oficiais da 28ª Oktoberfest de Blumenau, de 6 a 23 de outubro. “Os carros foram projetados e serão montados por pessoas da comunidade e mais três entidades que participam do espetáculo de rua desde as primeiras edições”, informa a presidente da comissão, Lilian Ribeiro.
“A definição foi feita esta semana a partir de projetos/croquis apresentados pelos profissionais e levou em conta a originalidade, a beleza, a praticidade e a segurança dos veículos”, explica Lilian. Os carros alegóricos devem destacar a Oktoberfest e remeter à cultura e aos costumes dos imigrantes alemães que se instalaram no Vale do Itajaí a partir de 1850, destacando aspectos da colonização.

As plataformas dos carros medem no mínimo 3,50m por 2,61m e no máximo 8,04m por 2,01m. A altura máxima permitida é de 3,80m, devido aos pórticos instalados na Rua XV de Novembro, palco dos desfiles.

Os desfiles contarão ainda com duas carroças, um carro de boi, três carruagens, dois carros de mola e dois Bierwagens a tração animal.

Os carros alegóricos:

Carro Plantas e Flores
Carro Sítio da Vovó
Carro Encontro de Amigos
Carro Oktoberfest
Carro do Vovô Chopão
Carro da Rainha
Carro Alambique
Carro da Gastronomia
Clube de Caça e Tiro
Carro das Bandeiras
Carro dos Turistas
Carro Praça Florida
Carro Amigos (Bela Vista Country Club)
Gaitas de Boca (Clube 25 de Julho)
Carro das Crianças (Tabajara Tênis Clube)
Carro dos Fundadores (Tabajara Tênis Clube)

Desfiles Oficiais na Rua XV de Novembro
Dia 6, quinta-feira, desfile de abertura às 19h30
Dia 8, sábado, às 16 horas
Dia 12, quarta-feira, às 16 horas
Dia 15, sábado, às 16 horas
Dia 19, quarta-feira, às 19h30
Dia 22, sábado, às 16 horas

DICA DE SITE: http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/index1.php
Esta foto é uma lembrança do lançamento do meu primeiro livro "Essência do Ser" na Asssembleia Legislativa em Florianópolis.


"O livro foi a maior invenção da história e a base de todas as outras conquistas da civilização."

Darcy Ribeiro

Dicas para conservar os livros na biblioteca
Aqui ficam 22 dicas para conservar os livros na biblioteca :

1. Tenha em atenção a quantidades de livros e a espessura das prateleiras.

2. O livro deve ser constantemente manuseado. O virar das páginas oxigena o material, impede a acumulação de microrganismos que atacam o papel e colabora para que as folhas não fiquem ressecadas e quebradiças.

3. Folheie rapidamente, mas cuidadosamente. Isso vai arejar o livro.

4. Não guarde os livros acondicionados em sacos plásticos, pois isto impede a respiração adequada do papel.

5. Evite encapar os livros com papel pardo ou similar.

6. Faça uma vistoria anual. Retire todos os livros, limpe-os com um pano seco. Limpe a estante com um pano húmido. Evite passar produtos fortes do tipo lustra-móveis, já que seus resíduos podem infiltrar no papel.

7. Deixe sempre um espaço entre estantes e parede. A parede pode transmitir humidade aos livros e consequentemente fungos.

8. Armários e estantes devem ser arejados. Estantes fechadas devem ser periodicamente abertas.

9. Estantes de metal são preferíveis do ponto de vista da conservação dos livros.

10. Não use clipes como marcadores de páginas.

11. Em estantes de madeira, pense em revestir as prateleiras com vidro. Não use tintas à base de óleo.

12. Considere um tratamento anual contra traças.

13. Não guarde livros inclinados. Aparadores podem mantê-los rectos.

14. Encadernações de papel e tecido não devem ser guardadas em contacto directo com as de couro.

15. Na prateleira, os livros devem ficar folgados, pois sendo fáceis de serem retirados, duram mais. Comprimidos nas prateleiras, induzem a sua retirada de maneira incorreta, o que danifica as lombadas e fatalmente conduz ao dano da encadernação.

16. Quando tirar um livro da prateleira, não o puxe pela parte superior da lombada, pois isso danifica a encadernação. O certo é empurrar os volumes dos dois lados e puxar o volume desejado pelo meio da lombada.

17. A melhor posição para um livro é vertical. Livros maiores devem ter prateleiras que permitam isso.

18. Em último caso deixe-os horizontalmente, tomando-se o cuidado de não sobrepor mais de 3 volumes.

19. Não exponha os livros à luz do sol directa.

20. Se for um livro antigo ou de algum outro valor ou de maior sensibilidade, lave as mãos antes de folheá-lo, já que mãos engorduradas contribuem para a aceleração da decomposição do papel. Evite humedecer as pontas dos dedos com saliva para virar as páginas do livro.

21. Ao ler um livro, evite abri-lo totalmente, como por exemplo, em cima de uma mesa. Isto pode comprometer a estrutura de sua encardenação.

22.Não utilizar fitas adesivas tipo durex e fitas crepes, cola branca (PVA) para evitar a perda de um fragmento de um volume em degradação. Esses materiais possuem alta acidez, provocam manchas irreversíveis onde aplicado.

"Ordenar bibliotecas é exercer de um modo silencioso a arte da crítica."
Jorge Luis Borges

5 de julho de 2011

NOITE MULTICULTURAL_BLUMENAU

NOITE MULTICULTURAL_BLUMENAU

Caso você não consigua visualizar esta imagem, acesse http://museudeartedeblumenau.blogspot.com/  ou http://www.fcblu.com.br
Sala Oficial :   - Camilla Carpanezzi   (Curitiba-PR) traz a exposição Corpo Matéria - Propõe reflexões sobre materialidade e espiritualidade ao explorar diferentes materiais no campo da pintura: terra, madeira, cera de abelha e materiais gordurosos além da tinta à óleo.

Salas Especial & Alberto Luz - Bluap comemora 25 anos de arte. A mostra conta com obras de 34 artistas associados : Arlete Bondavalli, Beliria Boni, Benedito Augusto, Cecília Junkes, Cema Raizer, Dellandréa, Du.Lauss Néia, Dulce Paladini, Everton Duarte, Gabriela Lombardi, Goretti, Hannelore Klomfass, Heraldo Fernandes, Horvath de Lima, Imamaiah, Inge Laurterjung, Linda Borges, Lourdes Dalmarco, Lucienne Sprung, Lucy Pereira, Maccarini, Marlene Karin Werner, Elisabeth Fiamoncini, Pakawon T.Martin, Pita Camargo, Rosana Dominguez, Rosina de Franceschi, Roy Kellermann, Ruth Winkler Paul, Solange Buzzi, Sueli Freygang, Suzana Sedrez, Tânia Regina de Souza e Tula Mayr.

Sala Elke Hering :   Acervo do Museu de Arte de Blumenau, com esculturas do artista Pedro Dantas, que apresenta pinturas e escultura de seu acervo pessoal. Galeria do Papel - Denis Pacher, cartunista blumenauense com a mostra Feios, Sujos e Musicais . Sua arte segue um estilo de cartoon underground, inspirado em grandes mestres do Brasil (Laerte, Angeli, Lourenço Mutarelli) dos EUA (Robert Crumb)
Espaço Alternativo - Labirinto Poético , coletivo de poetas blumenauenses. - Instalações  em forma de labirinto a partir de objetos e materiais diversos, onde cada artista se utiliza do elemento surpresa para expressar a sua poética.
 
Participam do evento:

Cláudia Iara Vetter
Dorothy de Brito Steil
Eduardo de Alencar
Everton Duarte
Fabiana Lange
Fátima Baumgartner
Ivo Hadlich
Marcelo Steil
Marlene da Silveira
Otto Eduardo  Gonçalves
Raquel Furtado
Ricardo Brandes
Suzana Sedrez
Tânia Rodrigues
Terezinha Manczak

 
Espaço Elfy Eggert - apresentação do BRÁSS SEPTET - Banda Municipal de Blumenau. Criado com a finalidade de difundir a música instrumental, mostra a versatilidade da Banda Municipal de Blumenau.
Conversa com os artistas - A partir das 18h30 acontecerá o encontro com os artistas que falarão sobre sua trajetória e obras expostas. Professores, arte-educadores, coordenadores-pedagógicos, artistas, acadêmicos, alunos de arte e comunidade em geral estão convidados a participar desse bate-papo.
 
Serviço:
Noite Multicultural com a abertura das exposições do MAB
Data: 7 de julho, quinta-feira
Horário: a partir das 18h30
Local: Fundação Cultural de Blumenau
Visitação:   até 24 de julho. De terça a sexta-feira das 9 à 17 horas, sábado, domingo e feriado das 10 às 16 horas.
Visitas monitoradas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3326.6596

DICAS DE LIVROS SOBRE SUSTENTABILIDADE

Olha só que maravilha! Ricardo Voltolini postou dia 31 janeiro de 2011 às 8:46 pm
uma lista dos 25 livros imprescindíveis em sustentabilidade
Acessado por mim,dia 03 de julho de 2011, 17:48 pm.

Fonte:http://www.topblog.com.br/2011/blogs/sustentabilidade/a-minha-lista-de-25-livros-imprescindiveis-em-sustentabilidade/
Por: Ricardo Voltolini

O primeiro artigo da coluna Pensamento Sustentável de 2011, com o título "Para botar em dia a leitura sobre sustentabilidade", gerou elogios, bons comentários e uma provocação que invariavelmente sucede a publicação de textos sobre livros, mas também filmes e até empresas sustentáveis. Resultado da fixação das pessoas por listas e rankings – que o sociólogo italiano Umberto Eco capturou bem no seu mais recente livro, a Vertigem das Listas -, alguns leitores cobraram deste especialista a indicação de um ranking dos "10 melhores livros" já publicados sobre sustentabilidade.

Tarefa complexa, por três razões. Primeira: sustentabilidade é um campo de conhecimento novo, multidisciplinar e compreende uma infinidade de subtemas e enfoques que, para serem perscrutados em sua totalidade, exigiriam um conhecimento, na maioria dos casos, muito específico em cada uma das diferentes Ciências – Exatas, Biológicas e Humanas. Em segundo lugar: a "audácia" de escolher os "10 melhores" só pode ser cometida, a rigor, por alguém que tenha lido senão todos, a grande maioria dos títulos sobre o tema. Não é o meu caso. Não creio que seja o de ninguém.
Em terceiro: à falta óbvia de indicadores objetivos e universalmente consagrados (maior vendagem não significa necessariamente maior qualidade), o processo de seleção de livros é e sempre será algo subjetivo. Livros diferentes provocam impactos diferentes em diferentes leitores.
Feitas tais ressalvas, e afastada, portanto, a pretensão de parir "a" lista, fico à vontade para eleger os "meus" 25 melhores de sustentabilidade. O leitor certamente terá os dele.

Para essa tarefa, convém recorrer a Waine Visser, professor do programa de Liderança em Sustentabilidade da Universidade de Cambridge, que já se deu ao trabalho de elaborar uma lista. Tem sua coordenação uma obra chamada Top 50 Livros de Sustentabilidade (editora Greenleaf, 2009). A partir de uma pesquisa feita com cerca de três mil líderes, ex-alunos da famosa universidade, Visser levantou os 50 melhores livros (veja lista ao final do artigo), registrando, nesse inusitado compêndio, o que considera o melhor do pensamento já produzido em sustentabilidade. Muitos desses livros já foram publicados no Brasil. A maioria pode ser obtida pela Amazom.com.

Uma segunda lista merece menção. Trata-se daquela em que a WiseEarth recomenda as 25 melhores obras (ver também ao final do artigo). Fundada por Paul Hawken, autor do famoso Ecologia do Comércio, um clássico lembrado com justiça na lista, essa organização global com mais de 20 mil integrantes se propõe a conectar pessoas interessadas na sustentabilidade. É uma comunidade de gente antenada com o tema.
Cruzando as duas listas, a acadêmica e a de especialistas, há seis livros comuns, cinco dos quais figuram no meu ranking pessoal dos "imprescindíveis." Quatro estão na categoria "clássicos", pois marcaram época, representando importante avanço no debate sobre as questões ambientais: (1) Do Berço ao Berço, de William McDonough e Michael Braungart; (2) Capitalismo Natural, de Paul Hawken, Amory e Hunter Lovins; (3) Primavera Silenciosa, de Rachel Carson, e ainda (4) A Ecologia do Comércio, de Hawken – este último livro, vale lembrar, influenciou decisivamente Ray Anderson na famosa revolução verde que ele promoveu em sua InterfaceFlor. O quinto título, Colapso, de Jared Diamond, associa a extinção de algumas civilizações com desrespeito aos limites do meio ambiente.
Dos "top 50" da Universidade de Cambridge, incluiria na minha lista seis "clássicos": (1) Gaia, de James Lovelock; (2) Small is Beautiful, de EF Schumacher; (3) Nosso Futuro Comum, de Gro Bruntland; (4) Desenvolvimento como Liberdade, de Amartya Sen, (5) Banqueiro dos Pobres, de Muhamad Yunus; e (6) Canibais com Garfo e Faca, de John Elkington. E também outras sete obras que considero, cada uma a seu modo particular, provocativas e inspiradoras. São elas: (1) O Relatório Stern, de Nicholas Stern; (2) O Capitalismo na Encruzilhada, de Stuart Hart; (3) O Fim da Pobreza, de Jefrrey Sachs; (4) Riqueza na Base da Pirâmide, de C.K. Prahalad e (5) o inspirador Espírito Ávido, de Charles Handy. Os outros dois, (6) A Corporação, de Joel Bakan, e (7) Uma Verdade Inconveniente, de Al Gore, acabaram transpostos para o cinema, resultando em filmes polêmicos e interessantes.
Dos "top 25" da WiseEarth, tomo de empréstimo três para a minha estante essencial: (1) A Economia Verde, de Joel Makower; (2) A Vantagem da Sustentabilidade, de Bob Willard e (3) Plano B 4.0 – livro que tive a honra de editar no Brasil, em 2011, pela Ideia Sustentável.
Não constam de nenhuma das duas listas, mas certamente não faltariam na minha cesta básica da bibliografia da sustentabilidade, outros quatro títulos: (1) Inteligência Ecológica, de Daniel Goleman; (2) The Natural Step, de Karl-Henrik Robert; (3) A Empresa Sustentável, de Andrew Savitz; (4) Verde que Vale Ouro, de Daniel Easty e Andrew Winston.
Se essa lista servir para provocar o debate sobre livros, já terá cumprido sua função. Listas não devem ser objeto de consenso. Monte você também a sua. E, mais do que isso, comece a ler os livros que vão fazer diferença na sua formação.
Em artigos posteriores, contextualizarei e justificarei algumas das minhas escolhas.

A lista Top 50 de Cambridge
(1) O Banqueiro dos Pobres, Muhammad Yunus (1999)
(2) Biomimetismo, Janine Benyus (2003)
(3) Blueprint para uma Economia Verde, David Pearce, Markandya Anil e Edward B. Barbier (1989)
(4) Business as Insólito, Anita Roddick (2005)
(5) Canibais com Garfo e Faca, John Elkington (1999)
(6) Capitalismo: Como se o Mundo Importa, Jonathon Porritt (2005)
(7) O Capitalismo na Encruzilhada, Stuart Hart (2005)
(8) Mudando o Rumo: uma Perspectiva Empresarial Global sobre Desenvolvimento e Meio Ambiente, Stephan Schmidheiny e o WBCSD (1992)
(9) O Ponto do Caos: o Mundo na Encruzilhada, por Ervin Laszlo (2006)
(10) A Corporação Civil: A Nova Economia da Cidadania Empresarial, Simon Zadek (2001)
(11) Colapso, Jared Diamond (2005)
(12) A Corporação, Joel Bakan (2005)
(13) Do Berço ao Berço, William McDonough e Michael Braungart (2002)
(14) O Sonho da Terra, Thomas Berry (1990)
(15) Desenvolvimento como Liberdade, por Amartya Sem (2000)
(16) A Ecologia do Comércio, Paul Hawken (1994)
(17) A Economia das Alterações Climáticas: o Relatório Stern, Nicholas Stern (2007)
(18) O Fim da Pobreza, Jeffrey Sachs (2005)
(19) Fator Quatro: um Relatório para o Clube de Roma, Ernst VonWeizsäcker, Amory B. Lovins e L. Hunter Lovins (1998)
(20) O Falso Amanhecer: os Equívocos do Capitalismo Global, John Gray (2002)
(21) Fast Food Nation, Eric Schlosser (2005)
(22) Um Destino Pior que a Dívida: a Crise Financeira Mundial e os Pobres, Susan George (1990)
(23) Para o Bem Comum: o Redirecionamento da Eeconomia para Comunidade, Meio Ambiente e Futuro Sustentável, Herman Daly e John Cobb (1989)
(24) Riqueza na Base da Pirâmide, CK Prahalad (2004)
(26) Gaia, James Lovelock (1979)
(27) A Globalização e os seus Malefícios, Joseph Stiglitz (2002)
(28) Calor: Como Parar a Queima do Planeta, George Monbiot (2006)
(29) Escala de Desenvolvimento Humano: Concepção, Aplicação e as Novas reflexões, Manfred Max-Neef (1991)
(30) O Espírito Ávido, Charles Handy (1999)
(31) Uma Verdade Inconveniente, Al Gore, 2006
(32) Os Limites do Crescimento, Donella H. Meadows, Dennis L. Meadows, Jorgen Randers (1972)
(33) Maverick, Ricardo Semler (1993)
(34) O Mistério do Capital: Por que o Capitalismo Triunfa no Oeste e Falha em Toda a Parte, Hernando De Soto (2000)
(35) Capitalismo Natural, Paul Hawken, Amory Lovins e L. Hunter Lovins (2000)
(36) Sem Logo, Naomi Klein (2002)
(37) Sociedade Aberta: Reformar o Capitalismo Global, George Soros (2000)
(38) Manual de Operação para Espaçonave Terra, Buckminster Fuller (1969)
(39) Nosso Futuro Comum, pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (1987)
(40) The Population Bomb, Paul Ehrlich (1968)
(41) Presença, Peter Senge, Otto Scharmer, Joseph Jaworski e Betty Sue Flowers (2005)
(42) A River Runs Black: O Desafio Ambiental para o Futuro da China, Elizabeth C. Economy (2004)
(43) Sand County Almanac, Aldo Leopold (1949)
(44) Primavera Silenciosa, Rachel Carson (1962)
(45) O Ambientalista Cético, Bjorn Lomborg (2001)
(46) Small is Beautiful, EF Schumacher (1973)
(47) Staying Alive: Mulher, Ecologia e Desenvolvimento, por Vandana Shiva (1989)
(48) The Turning Point, Fritjof Capra (1984)
(49) Unsafe at Any Speed, Ralph Nader (1965)
(50) Quando as Corporações Regem o Mundo, David Korten, 2001
Os Top 25 da WiseEarth
(1) Biomimetismo, Janine Benyus (2003)
(2) Confissões de um Industrial Radical, Ray Anderson (2009)
(3) Do Berço ao Berço, William Mc Donough e Michael Braungart (2002)
(4) Capitalismo Natural, Paul Hawken, Amory e Hunter Lovins (2000)
(5) Primavera Silenciosa, Rachel Carson (1962)
(6) Estratégia para a Sustentabilidade, Adam Werbach (2009)
(7) A Economia Verde, Joel Makower (2009)
(8) Indicadores de Sustentabilidade: Medindo o Imensurável?, Simon Bell e Stephen Morse (1999)
(9) Valor Sustentável, Chris Lazlo (2008)
(10) A Ecologia do Comércio, Paul Hawken (1994)
(11) O Fim da Natureza, Bill McKibben (1989)
(12) O Colar da Economia Verde, Van Jones (2008)
(13) The Natural Step for Business, Brian Nattrass e Mary Altomare (1999)
(14) A vantagem da Sustentabilidade, Bob Willard (2002)
(15) Tripple Bottom Line, de Andrew Savitz e Karl Weber (2006)
(16) A verdade sobre o Green Business, Gil Friend, Nicholas Kordesch e Benjamin Privitt (2009)
(17) Walking the Talk, Chad Holliday, Stephan Schimidheinny e Philip Watts (2002)
(18) Capitalismo: Como se o Mundo Importa, Jonathon Porrit (2005)
(19) Colapso, Jared Diamond (2005)
(20) Criando um Negócio Social, Muhammad Yunus (2009)
(21) Prosperidade sem Crescimento, Tim Jackson (2009)
(22) O Zeedbook: Soluções para um Mundo Cada Vez Menor, Dunster, Simmons & Gilbert (2007)
(23) Plenitude: a Nova Economia da Verdadeira Riqueza, Juliet Schor (2010)
(24) Plano B: 4.0, Lester Brown (2009)
(25) Permacultura, David Holmgren (2001)


Ricardo Voltolini
é diretor de Ideia Sustentável: Estratégia e Inteligência em Sustentabilidade e publisher da revista de mesmo nome
ricardo@ideiasustentavel.com.br
www.ideiasustentavel.com.br
www.topblog.com.br/sustentabilidade

twitter: @ricvoltolini

Profª Fátima
Biblioteca Princesa Isabel - Blumenau - Santa Catarina - Brasil

POSTAGENS

Digite o assunto da sua pesquisa

Siga nosso blog!

Alguns dos blogs que sigo

CLIC RBS

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

Postagens mais acessadas

Você é muito especial!

Ocorreu um erro neste gadget

Mapa do local

ALFABETO DO TANGRAM