31 de maio de 2013

4º ANIVERSÁRIO DO BLOG EDUCAR

EBM Pastor Faulhaber promove encontro de leitores do BookCrossing

Escrito por  
Atividade de Incentivo a Leitura 

ANIVERSÁRIO DO BLOG DA BIBLIOTECA PRINCESA ISABEL 
Profª Mª de Fátima M. Baumgärtner
Data 29 de Maio de 2013 - 09:00 h - 10:00 h - 

XVII ENCONTRO DE LEITORES DO BOOKCROSSING DE BLUMENAU 

Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner

Foto: Eraldo Schnaider. Foto: Eraldo Schnaider.

O evento é realizado mensalmente, inclusive em parques e praças da cidade, e tem como objetivo incentivar o hábito da leitura.
Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner

A Escola Básica Municipal Pastor Faulhaber promoveu nesta quarta-feira, 29, a 17° edição do encontro de leitores do BookCrossing de Blumenau. 
Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner
Durante o dia, foram realizadas inúmeras atividades envolvendo alunos e professores com o fantástico mundo literário. 




A programação contemplou um encontro da turma de 7° ano com a jornalista Liliane Machado, para a qual eles apresentaram a "Rádio Educar", que é um projeto desenvolvido dentro da disciplina de português com o objetivo de aprimorar o vocabulário e a escrita dos alunos. 
Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner
Os alunos de 5° ano realizaram uma apresentação artística, cantando a música Beija Flor.
Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner
Durante a tarde, foi promovido um circuito de atividades lúdicas, com leitura de contos de fadas, fábulas, jogos, quebra-cabeça e oficina de tangram. 

                                                                                         Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner
No parque da escola, foi montada a árvore do livro viajante.

 As leituras ficaram suspensas em saquinhos plásticos e todos que passaram por ali puderam apreciar uma boa leitura. 

E como não podia faltar, o movimento contou com uma Parada Literária, onde os alunos pararam todas as atividades para fazer 20 minutos de leitura.

Conforme conta a professora Maria de Fátima Martins Baumgartner, o projeto é um sucesso entre os alunos e apresenta resultados que vão além de desenvolver o hábito da leitura, pois contribui com o desenvolvimento humano deles. 

"Eles aprendem a ser críticos diante da realidade de mundo, a criar um conceito e uma perspectiva de mundo", afirma. 

Mais do que isso, os estudantes levam essa leitura de mundo para os pais, assim atingindo toda a família e tornando-a mais saudável, explica a professora.
Saiba mais:
A biblioteca Princesa Isabel, da escola Pastor Faulhaber, é o primeiro ponto fixo em Santa Catarina parceira do BookCrossing no Brasil. 

O movimento foi criado em 2001 pelo norteamericano Ron Hornbaker e consiste em deixar livros em locais públicos para que eles possam ser compartilhados por outros leitores. 

Além dos alunos da unidade, o projeto contempla também à população blumenauense, pois é realizado em parque e praças da cidade possibilitando o hábito da leitura para todos.
Texto: Talita Catie

Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner

Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner 
Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner

Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner 
Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner 


Foto:Mª de Fátima M. Baumgartner


Publicações na mídia. Leia as matérias referentes ao Projeto Bookcrossing de Blumenau e EBM Pastor Faulhaber nos seguintes links:



18 de maio de 2013

ANIVERSÁRIO DO BLOG EDUCAR Apenas convidados · De Maria De Fátima Baumgärtner

Quarta, 29 de maio de 2013



EBM PASTOR FAULHABER

ANIVERSÁRIO DO BLOG DA BIBLIOTECA PRINCESA ISABEL

O XVII ENCONTRO DE LEITORES DO BOOKCROSSING DE BLUMENAU

Acontecerá na escola.O bate papo, será conduzido pelos convidados. Alguns representantes da mídia impressa e escrita.

Data 29 de Maio de 2013 - 08:30 h - Evento cívico no pátio da escola. 10:00 h - 10:30 h - Movimento Bookcrossing.(Leitura em massa)

Quer saber como será?

Inicia-se com a leitura em livros da biblioteca previamente selecionados.Durante 20 minutos, todos ficam lendo. Um aluno munido de um apito, dará um sinal a cada 5 minutos e todos trocam seus livros.


16 de maio de 2013

PRÊMIO RBS DE EDUCAÇÃO.





PRÊMIO RBS DE EDUCAÇÃO

Portas abertas para o saber

SC conheceu ontem uma iniciativa em favor da mediação de leitura. O Prêmio RBS de Educação pretende valorizar educadores e as diversas formas de se facilitar a compreensão de conteúdos

O lançamento do 1º Prêmio RBS de Educação – Para Entender o Mundo mobilizou educadores e autoridades da área em Santa Catarina, ontem, que se comprometeram em divulgar a iniciativa em escolas públicas, particulares e comunidade. O concurso vai reconhecer as boas práticas de mediação de leitura, que criam uma ponte entre o leitor e o texto, para que haja de fato nas escolas a compreensão do que se lê.

Em uma transmissão ao vivo pelo Jornal do Almoço da RBS TV, especialistas em educação se reuniram para ouvir as diretrizes e se manifestaram sobre o concurso.
No estúdio, em Blumenau, estiveram presentes: Helenice Luchetta, secretária municipal de Educação; Cristina Marques, professora, criadora do projeto Troque Lixo por Livro; Tânia Maria da Silva, professora de Produção Textual na Furb, criadora do primeiro Grupo de Contadores de Histórias de Blumenau; Maria de Lourdes Scottini Haiden, professora aposentada, escritora e atualmente presidente da Sociedade dos Escritores de Blumenau; Maria de Fátima Baumgartner, professora de escola municipal, escritora e uma das coordenadoras do movimento Bookcrossing no Brasil; Terezinha Manzack, escritora, governadora para Santa Catarina da Sociedade Poetas Del Mundo; e Saturnino De La Torre, professor da Universidade de Barcelona (Espanha) e criador da Rede Internacional de Escolas Criativas (RIEC).

A representante do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) – instituição sem fins lucrativos que apoia o concurso –, Elaine Oliveira Teixeira, ressaltou que a iniciativa vai além de premiar, mobilizar projetos e a comunidade escolar. Elaine destacou o caráter formador do Prêmio RBS, que oferece um curso online gratuito. Ele irá trabalhar o conceito de mediação de leitura, fornecendo estratégias para isso.

Destaque para as iniciativas docentes

Para o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, a importância da iniciativa do Grupo RBS é o reconhecimento e apoio na difusão de trabalhos que merecem ser destacados em Santa Catarina.




O que é mediação de leitura?
Uma ponte entre o texto e os leitores, tornando as leituras mais compreensíveis. O mediador é um leitor experiente. É tarefa dele estimular o leitor a estreitar o contato com a palavra escrita.
Como fazer o curso online
No site do concurso www.premiorbsdeeducacao.com.br, é possível fazer um curso online gratuito sobre como ler e o papel do apoiador de leitura. No curso, que leva em média duas horas para ser concluído, também serão apresentadas informações que ajudarão na produção do relato do projeto.
Cartilha para auxiliar educadores
Estão disponíveis no site do prêmio cartilhas que podem ser usadas em encontros de formação organizados por escolas e por pessoas interessadas em atuar na área.
No site www.premiorbsdeeducacao.com.br é possível fazer a inscrição, realizar um curso e entender melhor o que é um mediador de leitura.

Lançamento do 1º Prêmio RBS de Educação – Para celebrar o evento – que pode ser considerado uma das ações sociais mais importantes da história do Grupo RBS – os telejornais “Bom Dia SC” e “Jornal do Almoço” contaram com a presença de especialistas e autoridades da área. Em uma transmissão ao vivo pelo Jornal do Almoço da RBS TV, especialistas em educação se reuniram para ouvir as diretrizes e se manifestaram sobre o concurso.
No estúdio, em Blumenau, estiveram presentes: Helenice Luchetta, secretária municipal de Educação; Cristina Marques, professora, criadora do projeto Troque Lixo por Livro; Tânia Maria da Silva, professora de Produção Textual na Furb, criadora do primeiro Grupo de Contadores de Histórias de Blumenau; Maria de Lourdes Scottini Haiden, professora aposentada, escritora e atualmente presidente da Sociedade dos Escritores de Blumenau; Maria De Fátima Martins Baumgartner, professora de escola municipal, escritora e uma das coordenadoras do movimento Bookcrossing no Brasil; Terezinha Manzack, escritora, governadora para Santa Catarina da Sociedade Poetas Del Mundo; e Saturnino De La Torre, professor da Universidade de Barcelona (Espanha) e criador da Rede Internacional de Escolas Criativas (RIEC)


Dois blocos do Jornal do Almoço da RBS TV lançaram, nesta segunda-feira, a primeira edição do Prêmio RBS de Educação — Para Entender o Mundo. A iniciativa vai premiar educadores de escolas públicas, particulares e de instituições comunitárias de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul que abordem em suas práticas de ensino práticas de mediação de leitura. 



                    Especialistas promovem ao vivo no JA o Prêmio RBS de Educação em SC


                   Telejornal da RBS TV recebeu convidados para apresentar premiação do Grupo RBS





 O presidente do Conselho de Administração do Grupo RBS, Nelson Sirotsky, reforçou o comprometimento em mobilizar a sociedade pelo desenvolvimento da educação, a partir do prêmio. 

— Assumimos este compromisso para promover ações visando o aperfeiçoamento da educação em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. O Prêmio RBS é uma iniciativa que pretendemos realizar todos os anos, mostrando exemplos de boas práticas — declarou.

A representante da entidade que organiza a premiação, Elaine Oliveira Teixeira, do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), explicou no programa ao vivo como associar a mediação de leitura a diversas práticas educativas e matérias:

— A mediação é importante porque todas as competências de leitura dizem respeito a todas as áreas do conhecimento. Professores de qualquer disciplina devem participar — ressaltou.

O secretário da Educação de Santa Catarina, Eduardo Deschamps, destacou a importância da inicitiva do Grupo RBS, como veículo de reconhecimento e difusão de modelos a serem destacados em Santa Catarina:

— O prêmio vai ajudar a mostrar o que está sendo feito de bom na educação de Santa Catarina e a levar os bons exemplos ao conhecimento de toda a rede de educação.

Cada Estado vai premiar três categorias, somando R$ 155 mil em prêmios. A inscrição é gratuita e deve ser feita até 14 de julho no site do prêmio.
DIÁRIO CATARINENSE





    — Assumimos este compromisso para promover ações visando o aperfeiçoamento da educação em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. O Prêmio RBS é uma iniciativa que pretendemos realizar todos os anos, mostrando exemplos de boas práticas — declarou. 

    O presidente do Conselho de Administração do Grupo RBS, Nelson Sirotsky, reforçou o comprometimento em mobilizar a sociedade pelo desenvolvimento da educação, a partir do prêmio.



    A representante da entidade que organiza a premiação, Elaine Oliveira Teixeira, do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), explicou no programa ao vivo como associar a mediação de leitura a diversas práticas educativas e matérias:

    — A mediação é importante porque todas as competências de leitura dizem respeito a todas as áreas do conhecimento. Professores de qualquer disciplina devem participar — ressaltou.

    O secretário da Educação de Santa Catarina, Eduardo Deschamps, destacou a importância da inicitiva do Grupo RBS, como veículo de reconhecimento e difusão de modelos a serem destacados em Santa Catarina:

    — O prêmio vai ajudar a mostrar o que está sendo feito de bom na educação de Santa Catarina e a levar os bons exemplos ao conhecimento de toda a rede de educação.

    Cada Estado vai premiar três categorias, somando R$ 155 mil em prêmios. A inscrição é gratuita e deve ser feita até 14 de julho no site do prêmio.

                                                                   DIÁRIO CATARINENSE




    3 de maio de 2013

    Festival Internacional de poesia


    fip palabra no mundo

    Festival internacional de poesia espalhada por todos os lugares!

    VII a edição de 09 a 21 de maio, 2013
    Vorto en la mondo, Palavra no mundo, Parola nel Mondo, Worte in der Welt, Rimayninchi llapan llaqtapi, Paràula in su Mundu, Cuvânt în Lume, Parole dans le Monde, Ordet i verden, Word in the world, Palabra no mundo, Ñe’ê arapýre, Paraula en el Món, Chuyma Aru, Koze nan lemond, Kelma fid-dinja, milá baolam, Nagmapu che dungu, Tlajtoli ipan tlaltikpaktli, Vort in Velt, Dünyada kelime, lhamet ta íhi honhát, Titzaa yeezii loyuu, Dunyoda so’z , Слово в мире, Pallabra nel mundu, Hitza Munduan, T'aan yóok'ol kaab


    Convocação

    Paz e Poesia / Poesia e Paz

    Convocamos os povos à Assembleia Poética! Plantemos a Poesia para colher a Paz.
    Que sejam os vizinhos de uns e outros lugares que convoquem, em cada bairro, em cada cidade, onde for possível e também onde for impossível. Que os poetas tomem a palavra e que, no cumprimento desse rito, o bom pão passe de mão em mão iluminando as rondas.

     Abram todas as janelas ao vento de canto coletivo que unirá os povos na urgente tarefa de fraternidade.
    Nossa resposta aos mercadores do ódio é dar-nos as mãos, reunir-nos para cantar juntos, juntar-nos para abrir os olhos, afirmar o imenso poder do amor, que, em todas as línguas, se expressa na fraternidade.


    E que da Árvore da Paz, os frutos da poesia sejam compartidos na festa do Futuro que a humanidade almeja. Que a palavra no mundo cresça, em cada pessoa e em todas elas, com tudo o que o mundo precisa!


    Manual de Operação


    O possível (e também o impossível) em breves linhas: Palavra no mundo é uma iniciativa unitária e se constrói com a participação de todos. A ideia base é que cada um de nós organize uma atividade poética na sua cidade. A soma de todas resultará no “Festival de Poesia em todos os lugares”.


    Quem o acolher em cada lugar, tem plena liberdade para integrar as variantes que julgue necessárias: Música, Teatro, Artes Plásticas, Fantoches, Fotografia, Cinema, Dança, Ciência, Historia, etc.

    A divulgação deve levar este cabeçalho:

    fip palabra no mundo

    Festival internacional de poesía espalhada por todos os lugares!


    VII a edição de 09 a 21 de maio, 2013


    Vorto en la mondo, Palavra no mundo, Parola nel Mondo, Worte in der Welt, Rimayninchi llapan llaqtapi, Paràula in su Mundu, Cuvânt în Lume, Parole dans le Monde, Ordet i verden, Word in the world, Palabra no mundo, Ñe’ê arapýre, Paraula en el Món, Chuyma Aru, Koze nan lemond, Kelma fid-dinja, milá baolam, Nagmapu che dungu, Tlajtoli ipan tlaltikpaktli, Vort in Velt, Dünyada kelime, lhamet ta íhi honhát, Titzaa yeezii loyuu, Dunyoda so’z , Слово в мире, Pallabra nel mundu, Hitza Munduan, T'aan yóok'ol kaab
    Paz e Poesia / Poesia e Paz

    E se acrescenta a instituição, o grupo, etc e o local para Ponto de Encontro.



    Divulgação:
    Todos os organizadores assumem a missão de divulgar o Festival entre os seus contactos, com o objetivo de alcançar a maior participação de público e ampliá-lo a outras cidades e países.


    Poesia na escola:

    Conferências de poetas nas escolas; os professores podem trabalhar com Poesia, falar de Poesia; os alunos as escrevem, ilustram. As ilustrações podem ser expostas na escola ou trocar com outras escolas que também participem ou mesmo expor em vitrines de lojas da cidade; podem ser realizadas atividades lúdicas em torno da Poesia; interação da Poesia com a Escultura, a Pintura, a Música, o Teatro, o Circo ou Marionetes, etc.
    Universidade:

    Organização de colóquios, seminários, conferências sobre Poesia, sobre obras de autor/es, correntes e/ou escolas literárias, etc. Homenagens a poetas locais e/ou universais, debates sobre o papel e lugar da Poesia na atualidade.

    Realização de recitais, exposições de poesia ilustrada e/ou poesia visual.
    Os Departamentos de Cultura ou órgãos de Extensão das universidades, vinculados com a comunidade possuem a dinâmica necessária para executar estas propostas com o objetivo principal de integração: comunidade universitária/sociedade.

    Canto e poesia:

    Convidamos os músicos, os compositores, os grupos musicais, que programem um recital com a participação de um ou mais poetas. Dividir o cenário, musicalizar poemas e outras variantes inovadoras. O essencial é que a Música e o Canto dêem as mãos na expressão poética.


    Rádio:

    Durante os dias do Festival podem ser transmitidos programas ou micro programas de Poesia, com poetas convidados, entrevistas, declamações, etc. Transmissão de encontros poéticos com o cunho de “Palavra no Mundo”. Apoio das rádios às atividades do Festival, pela cidade.


    Televisão:
    Exibição de programas ou série de entrevistas com autores locais e/ou sessões culturais com leitura de Poesia no estúdio ou em externas. Também faixas musicalizadas com declamações de poemas, etc.

    Jornais e revistas:

    Os jornais podem publicar uma página ou suplemento de Poesia. As revistas podem participar com um número especial dedicado à Poesia.

    Bibliotecas:


    Difundir nessa semana, de maneira especial, o acervo e o patrimônio poético da biblioteca procurando aproximar mais os livros do público, com convites a recitações, participações de autores e da comunidade.


    Realizar campanhas para aumentar o acervo de livros de Poesia. Divulgação do acervo nas mídias possíveis.


    Jardins Botânicos, Campus Universitários, 
    Praças, Parques:

    Organizar leituras de Poesia; plantar uma árvore pela Poesia ou em homenagem a um ou a vários poetas, com a ideia simbólica de criar, com o tempo, um “Pequeno Bosque da Poesia” ou “Pequeno Bosque da Palavra Poética no Mundo”, etc.


    Municípios:

    Muitos municípios declararam o evento “Palavra no Mundo” como atividade de interesse municipal. A partir do interesse das autoridades culturais do Município ou da Região, manifestados em várias oportunidades, surgem frequentes apoios e isso tem ajudado bastante os organizadores locais.

    Para ser declarado importante para o bem comum, realiza-se um simples trâmite perante as autoridades da Cultura com a devida antecipação.


     Os municípios que dinamizaram e apoiaram as atividades de Palavra no Mundo foram retribuídos enormemente com o êxito de cada edição, que teve eco positivo nos meios de comunicação locais e regionais.


    Os municípios, através da Gestão Cultural Pública podem realizar atividades vinculadas à poesia com grande sucesso.

    Outras ações:

    Diversos grupos culturais e/ou de Poesia têm levado a Poesia às ruas, às estações de metro, centros comerciais, prisões, hospitais, parques e museus.

    São planejadas caminhadas em parques e bosques para batizar árvores com nomes de poetas finalizando os caminhos com a plantação de uma árvore e declamações.

     Grupos podem distribuir poesia pelas ruas, confeccionar cartazes com poesia ilustrada, para que sejam afixados em vitrais, murais, paredes, vitrines,ônibus, etc.

    A imaginação é inesgotável!
    Compromissos:
    A cada Organizador se enviará um poster publicitário via correio eletrónico para que possa ser impresso e distribuído. Também, pela mesma via, o certificado de participação para os Assistentes. Importante:
    A cada Organizador solicitamos os seguintes dados (que deverão estar incluídos nos programas gerais e usados para divulgação):

    País:
    Cidade:
    Lugar exato do evento:
    Dia e hora:
    Organizadores:
    Poetas Participantes ou outros artistas:
    Coordenador do projeto e seu correio eletrónico.

    Patrocinadores:
    Para programas de Rádio e TV., anexar:
    Emissora/programa/locutores; se tiver emissão pela internet, o link.


    Para as escolas:
    Nível dos alunos, dados dos professores e outros dados institucionais que sejam oportunos.
    Cada Organizador deve comunicar a evolução do projeto e fazer um resumo dos resultados.

    Nada pode calar o canto, quando existem razões justas!

    Em Poesia!
    Um abraço cordial!

     Proyecto Cultural Sur ( pcsur@aei.ca )
    Revista Isla Negra ( revistaislanegra@yahoo.es) Festival Internacional de Poesía de La Habana (proyectosurcuba@uneac.co.cu)



    Festival integrante de La Red Nuestra América de Festivales Internacionales de Poesía
    Festival co-fundador del Movimiento Poético Mundial.
    blogger: http://palabraenelmundo.blogspot.com/ space: http://festivalpalabraenelmundo.spaces.live.com web: http://www.palabraenelmundo.net/ mail: palabraenelmundo@proyectoculturalsur.net

    Vorto en la mondo (esperanto), Palavra no mundo (portugués), Parola nel Mondo (italiano), Worte in der Welt (alemán), Rimayninchi llapan llaqtapi (quechua), Paraula in su Mundu (sardo), Cuvânt în Lume (rumano), Parole dans le Monde (francés), Ordet i verden (danés), Word in the world (inglés), Palabra no mundo (gallego). Ñe’ê arapýre (guaraní), Paraula en el Món (catalán), Chuyma Aru (aymara), Koze nan lemond (creole), Kelma fid-dinja (maltés), Milá baolam (hebreo), Nagmapu che dungu (mapuche), Tlajtoli ipan tlaltikpaktli (nahuatl), Vort in Velt (idish), Dünyada kelime (turco), lhamet ta íhi honhát (Wichi), Titzaa yeezii loyuu, (zapoteco), Dunyoda so’z ( Uzbeco), Слово в мире (ruso), Pallabra nel mundu (asturiano), Hitza Munduan (vasco), T'aan yóok'ol kaab (maya)

    VII Festival Internacional de Poesia
    Palavra no Mundo
    Em todos os lugares

    POSTAGENS

    Digite o assunto da sua pesquisa

    Siga nosso blog!

    Alguns dos blogs que sigo

    CLIC RBS

    clicRBS

    Últimas notícias

    Carregando...

    Postagens mais acessadas

    Você é muito especial!

    Ocorreu um erro neste gadget

    Mapa do local

    ALFABETO DO TANGRAM