27 de setembro de 2011

Programa "Arte e Cultura" na TV Galega


 Queridos Amigos leitores deste blog:

Gostaria de divulgar a presença de  Hugo Quintana junto com o Superintendente de Trânsito
e Defesa Civil de Navegantes, Sr Joab Duarte, no programa "Arte e Cultura",
da TV Galega na próxima Segunda feira "ao vivo".
Conversaremos da realidade no Trânsito nas cidades e Municípios vizinhos e
do Lançamento do Livro "Trânsito e Cidadania" apresentado pelo personagem
infantil da Prefeitura de Navegantes "O Marujinho".


EXIBIÇÃO:
 
Segunda 3 de Outubro
                 20:00h Ao vivo
Terça 4 de Outubro 
                 13:30h Reprise
Quinta 6 de Outubro 
                 07:30h Reprise




23 de setembro de 2011

PRIMAVERA


ABRAA JANELA DE SUA CASA E DEIXE O SOL ENTRAR
A PRIMAVERA CHEGOU E NO JARDIM UMA FLOR VAI BROTAR

VISITE UM JARDIM E LEVE UMA FLOR
VISITE A VIDA E DEIXE O SEU AMOR

O COLORIDO INTENSO DAS FLORES NOS TRAZ PAZ
O SORRISO DE UMA CRIANÇA FELIZ NOS FAZ


GIRASSÓIS AO AMANHECER

As manhãs primaveris nunca mais serão as mesmas

Pois em cada amanhecer

Girassóis perfumam o ar

Abrigando humildemente borboletas multicores

E insetos curiosos a espreitar o néctar

Que forma a seiva da vida

Os girassóis repousam ao entardecer

Mas ao voltar o sol em cada amanhecer

Abrem-se em pétalas de um amarelo vivo e intenso

Como as mãos que se abrem e imploram

A suavidade de um toque humano

Girassóis plantados por mãos ágeis

Em terra fofa e fértil

Gerando sementes

Que serão flores do amanhã.

As mãos do amor cultivam as sementes férteis

A suave brisa De nada mais precisa

Do que um jardim florido

Para dele roubar-lhe as pétalas das flores

O perfume o néctar o mistério.

No decorrer da existência

A sensualidade Do despertar da adolescência

Inicia o desabrochar

E põe perfume no ar Nas tardes primaveris

Há uma rede na varanda

Embalando os sonhos

E o calor do sol aquece o coração.

Mas ao entardecer da vida

Cada momento é um ponto de partida

Na busca incessante de ser feliz.
Maria de Fátima M. Baumgärtner
...............................................................
Helianthus annus

Por:Rose Aielo Blanco
Kit Vamos Plantar Girassol está à venda na www.lojadojardim.com

Seu nome científico é Helianthus annus - o que explica sua imponência e porte majestoso: a palavra Helianthus significa "flor do sol". Além de bonita, a planta é utilíssima, pois do girassol tudo é aproveitado - desde as sementes, até as flores e os ramos.
Nos últimos anos, o girassol ganhou destaque como planta ornamental. O desenvolvimento de variedades com tamanho reduzido - os mini-girassóis (Helianthus annus nanus) - permitiu que esta planta passasse a figurar em arranjos e decorações. Seu formato exótico e o tom amarelo-alaranjado intenso acrescentam vida e dinamismo aos ambientes. No jardim, os girassóis brilham majestosamente, exibindo sua intrigante rotação, sempre voltada para o sol.
Planta anual, pertencente à família das Compostas, o girassol é originário da América do Norte e se reproduz por meio de sementes. Trata-se de uma planta robusta e muito resistente, que produz flores na primavera e no verão, mas pode florescer o ano todo, especialmente sob temperaturas entre 18 e 30 graus C.

Para cultivá-lo...

O cultivo do girassol não apresenta muitos segredos, basta observar alguns detalhes:

* o local deve ser bem ensolarado com, no mínimo, 4 horas de sol direto, todos os dias;
* por ser uma planta anual, recomenda-se o replantio a cada ano;
* o solo ideal para o plantio deve ser composto de: 1 parte de terra comum, 1 parte de terra vegetal e 2 partes de areia, tudo bem incorporado;
* recomenda-se regar sempre que o solo apresentar-se seco. Se a planta for cultivada em vaso, observar que a superfície do solo não deve apresentar-se totalmente seca;
* adubações periódicas garantem uma planta saudável e floração abundante;
* quanto às pragas e doenças, dificilmente o girassol apresenta problemas, mas recomenda-se a observação constante, pois a proximidade com outras plantas pode favorecer a transmissão. Em alguns casos pode ocorrer ataque de lagartas mas, se eliminadas logo no início do aparecimento, não causarão maiores problemas.

Saiba mais sobre ele...

O girassol apresenta raiz profunda, que desce perpendicularmente ao solo, chegando a medir quase de 1 metro e meio de profundidade. A planta, de porte herbáceo, atinge cerca de 3 metros de altura. As variedades miniaturas atingem no máximo 1 metro.
As flores do girassol, reunidas em inflorescência característica, são chamadas de capítulo. O receptáculo floral que contém o capítulo pode ser côncavo, convexo ou plano, sendo mais comum a forma plana.
No capítulo, existem as flores femininas e as hermafroditas. Sob a regência da natureza, nas flores hermafroditas, os órgãos masculinos abrem antes que os femininos, sendo que há um intervalo de 5 a 10 dias, nos quais deve ser feita a polinização. Por isso, há a necessidade da presença de insetos polinizadores, como abelhas, por exemplo, pois o índice de polinização por outros meios é muito baixo.

Onde encontrar: Kit Vamos Plantar Girassol está à venda na www.lojadojardim.com

Você sabe o que é assemblage
Assemblage: a arte de reunir objetos diversos para contar histórias
Ensine as crianças a explorar a assemblage, técnica que proporciona a análise de materiais e desenvolve o gosto por construir e inventar tramas a respeito das criações, boa oportunidade para trabalhar com a imaginação
À primeira vista, o produto final desse tipo de arte pode despertar estranhamento. Composta de madeira, papel, tecido, pedaços de brinquedos e muitas outras coisas unidas com cola ou simplesmente por encaixe, a obra é uma forma de expressão do imaginário do autor. Os objetos, embora reunidos para representar algo novo, conservam seu sentido original. Isso é assemblage, termo em francês que significa "montagem".

Com origens no modernismo europeu, o conceito foi usado pela primeira vez pelo francês Jean Dubuffet (1901-1985). Ele era integrante do dadaísmo, movimento que se desenvolveu na Europa no início do século 20, logo após ser deflagrada a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). As obras dadaístas são desconexas, sem um sentido aparente, uma forma de protesto contra a guerra.

Na escola, a assemblage é uma boa pedida para as aulas de Arte. Abre muito espaço para a experimentação, o estudo e a apreciação, já que a obra e todo o percurso para elaborá-la são um desafio constante para os alunos: encontrar soluções - estéticas e ao mesmo tempo lúdicas - para os problemas de construção com que eles se deparam.

Um deles é como colar os objetos uns nos outros, já que nem todos têm pontos de contato suficientes. É preciso encontrar soluções, descobrindo como enxaixar as peças ou substituindo os materiais. Exercita-se a habilidade de configurar formas - como vertical e horizontal - e consistências diferentes - o duro e o mole, por exemplo. A capacidade de dividir tarefas também é desenvolvida, já que o mais interessante é fazer os alunos trabalharem coletivamente. Alguns podem ficar responsáveis pela montagem em si, enquanto outros fazem a seleção dos objetos que serão usados.

Para aproximar a meninada do tema, vale levar para a sala de aula imagens de obras como as apresentadas na exposição pioneira The Art of Assemblage, organizada em 1961 no Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York, nos Estados Unidos. E de artistas como o italiano Alberto Bruni (1915-1995), os espanhóis Antonio Tapies e Pablo Picasso (1881-1973) e os brasileiros Arthur Bispo do Rosário (1909-1989), Wesley Duke Lee (1931-2010), Nuno Ramos e Leda Catunda.

Fonte:NOVA ESCOLA Edição 244, Agosto 2011. Título original: Reunir objetos diversos

A viagem da assemblage

Ao ver um antigo monitor de computador na Escola I. L. Peretz, a turma do 4º ano associou-o ao rosto de um velho. Um aluno disse que era "jurássico". Então, o grupo teve a ideia de colocar um dinossauro de brinquedo dentro dele e unir o velho ao novo: o monitor representa o passado e o dinossauro saindo de dentro dele, que simula uma imagem tridimensional, sinaliza o moderno. "Esta elaboração é o que há de mais rico na assemblage: a ressignificação dos objetos", diz a professora do grupo, Ligia Coelho.
-------------------------------------------------------------

Dicas fáceis e estratégias infalíveis para deixar sua casa pronta para a primavera
Por Paula Fuzeto, do Chega de Bagunça | Yahoo! Brasi

Como diria a canção de Tim Maia: "...Porque é primavera!
Isso mesmo, a primavera chegou! Hora de abrir a casa para a nova estação.
http://chegadebagunca.blogspot.com/


Que tal começar essa estação com uma faxina na casa?
Leia as dicas para sua casa. Crie um cronograma realista, tendo em mente que um único fim de semana não será suficiente, pois você vai precisar de alguns dias para projetos como a lavagem tapetes e organização de armários.

Antes de começar, separe um saco, sacola ou caixa para armazenar os itens de doação e deixe num local onde toda a família possa depositar os objetos que serão descartados como roupas, utensílios domésticos, brinquedos e outros itens que você decidir doar. Quando o saco ou caixa estiver cheio, basta levar o conteúdo para uma instituição de caridade local.

Banheiros:
- Descarte produtos vencidos como cosméticos, produtos de beleza e medicamentos.

Quartos:
- Lave e seque os cobertores e edredons. Guarde-os limpos para o próximo outono/inverno. Se for lavá-los em casa certifique-se que estejam bem secos antes de guardar no armário para evitar mofo. Se forem higienizados na lavanderia, retire o saco plástico antes de guardá-los no armário. Se desejar guarde cobertores e edredons em sacos à vácuo para manter afastados insetos, poeira e sujeira.
- Substitua as roupas de cama de frio por um enxoval mais leve e apropriado para a estação.

Armários:
- Reorganize os armários descartando itens indesejados (Amanhã teremos dicas para reorganizar o armário).
- Substitua as roupas de frio, pelas roupas de calor.

Home-Office:
- Limpe os arquivos.
- Revise e atualize apólices de seguros e contratos.

Cozinha:
- Limpe o interior do freezer e geladeira.

Sala:
- Troque as cortinas pesadas, tapetes, mantas e almofadas. Substitua por peças mais leves e apropriadas para a estação.

Espaços Externo:
- Limpe as calhas.
- Limpe peças externas como bancos e toldos.
- Verifique a manutenção de móveis externos, telhado, paredes, varanda, pátios, entrada da garagem e calçadas.

Depósitos, dispensa, etc:
- Limpe depósito, dispensa, sótão, etc e doe ou descarte itens indesejados.
Em toda a casa:
- Limpe janelas e luminárias
- Verifique as dobradiças das portas e janelas e aplique óleo (WD40) se necessário.
- Envie os tapetes para serem limpos por um profissional ou use uma escova macia com vinagre para fazer a higienização dos mesmos.

Lembre-se: foco em uma tarefa de cada vez. E não se esqueça de pedir a ajuda de membros da família.

Leia mais no Chega de Bagunça

19 de setembro de 2011

PRIMAVERA CULTURAL

PROGRAMAÇÃO CULTURAL DA NOSSA ESCOLA PARA SETEMBRO

Fotos de alunos com máscaras feitas por eles.

PREZADOS PROFESSORES DA EBM PASTOR FAULHABER
VISITAS - PASSEIOS - OFICINAS

Fotos de alunos com máscaras feitas por eles.
PRIMAVERA CULTURAL: Telefone: (47)33400070

21 DE SETEMBRO - 1° Ano - 25 alunos - 13:30 h (4ªfeira) Andrea/Fátima

22 DE SETEMBRO - Pré escolar - 16 alunos - 13:30 h (quinta feira)Célia/Fátima

22 DE SETEMBRO - 5° Ano 23 alunos 10:30 h (quinta feira)
Fátima e Cynara 23 alunos

Fotos de alunos com máscaras feitas por eles.

MAB - Telefone: (47)33266596 Falar com Fernanda/Mia

22 DE SETEMBRO - Fátima e Cynara 5° Ano - 23 alunos - 09:00 h (quinta feira)

23 DE SETEMBRO - 4° Ano 23 alunos 14:00 h (sexta feira) Fátima e Meriam 30 alunos

Professores, agendem seus horários! Levem seus alunos!
Fonte: http://acontecendoaqui.com.br/posts/rictv-record-blumenau-realiza-a-2-primavera-cultural

Dos dias 21 a 24 de setembro, a RICTV Record Blumenau realiza a
segunda edição da Primavera Cultural. O evento busca conscientizar a
população sobre a importância de preservar o meio ambiente.

A partir das 9h, haverá oficinas de reciclagem, onde as crianças
aprendem a transformar garrafas pet em brinquedos. Também mini
palestras, apresentações culturais e, durante os quatro dias do
evento, serão distribuídas 500 mudas de árvores nativas da região para
plantio.

A musicalização com sucata estará presente.
O projeto, idealizado pelo
professor Ricardo Rigo, mostra para as crianças que é possível
transformar materiais recicláveis em diferentes instrumentos musicais.
O "Musicalizando com Sucata" estimula a criatividade e contribui para
a formação da consciência ecológica nas crianças.

As escolas interessadas em participar da Primavera Cultural podem
agendar visitas através do e-mail blumenau@mundoricsc.com.br ou pelo
telefone (47) 3340-0070.

O evento é uma realização da RICTV Record Blumenau e conta com o
patrocínio da Boa Vida Assistência Familiar e da Sulbrasil Engenharia
e Construções.

Fotos de alunos com máscaras feitas por eles.

19/09/2011 - Mulheres, Museus e MemóriasA Diretoria de Patrimônio Histórico e Museológico da Fundação Cultural de Blumenau, em conjunto com o Museu de Arte de Blumenau, Museu da Família Colonial e Museu de Hábitos e Costumes, promove um encontro com mulheres que exercem atividades em vários segmentos da cidade, para discutir o tema Mulheres, Museus e Memórias e sua participação como mulher à frente das funções que desempenha junto à sociedade. O encontro, que é aberto ao público, acontece nesta quinta-feira, 22, das 15 às 17 horas, no Espaço Alternativo da Fundação. A promoção integra a programação da 5ª. Primavera dos Museus, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e realizada pelas instituições museológicas brasileiras, abrindo espaço para a indagação sobre como o gênero, a mulher e o feminino estão sendo pensados na contemporaneidade. A programação conta também com a abertura das exposições:

Mulheres e Memórias, no Espaço Alternativo da Fundação Cultural de Blumenau. Mulheres Fazendo História, no Museu da Família Colonial. E Maiô: mais que uma peça, um ato de liberdade, no Museu de Hábitos e Costumes.

Visitação de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas; sábados, domingos e feriados, das 10 às 16 horas. Até 30 de novembro.

No Espaço Alternativo acontece também a abertura da exposição de Frieda Germer, com suas pinturas Naif, que retratam o cotidiano e aspectos diversos relacionados à história do Vale do Itajaí. A exposição e a conversa relativas ao tema Mulheres, Museus e Memórias fazem parte do programa do Instituto Brasileiro de Museus, que acontece em todo o Brasil, mobilizando os museus a desenvolverem atividades relativas ao tema. Dentro desse projeto a Fundação Cultural de Blumenau reúne para falar sobre o tema, representantes da FURB, da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Prefeitura, artistas plásticas e outras mulheres. ">LEIA A MATÉRIA NA FONTE.
Fonte; Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Blumenau

Fotos de alunos com máscaras feitas por eles.

10 de setembro de 2011

Programa Justiça Legal - Blog dos Alunos



INCLUSÃO DIGITAL NA PRÁTICA
Compartilho com muita alegria, duas matérias dos jornais (Santa Catarina e Diário Catarinense/ 28 E 29 DE MAIO DE 2011) e o vídeo com a entrevista veiculada no SBT como havia prometido aos queridos leitores deste blog. parabéns aos maravilhosos profissionais da área da comunicação que demonstram a valorização de nosso trabalho como EDUCADORES.

Fiquei sabendo da matéria do Diário Catarinense, porque o Sr Luis Pimentel que é repórter do Programa Justiça Legal/SBT - TV, mostrou o jornal e disse-me que recebeu como pauta para seu programa de domingo, às 09 horas da manhã.

Ele veio até Blumenau em nossa escola para realizar uma entrevista comigo.

Foi muito bom. Nossos alunos e a diretora Marita foram entrevistados também.

É maravilhoso saber que nossos alunos brilham a partir daquilo em que acreditam e que tem significado no cotidiano. Reforçando, eles aprendem por associação, então tudo aquilo que representa apenas conteúdo exposto ou registrado qual mera tarefa dada, configura-se como "informação".

Mas sabemos que o que importa é o processo como esta informação é assimilada e qual foi a "mudança intelectual" gerada neste indivíduo e que caracteriza-se como"conhecimento" propriamente dito. Cabe aos educadores, incentivarem e divulgarem estas habilidades, dando ênfase às produções deles, pois o futuro deste país está em nossas mãos.

A inserção das novas tecnologias na esfera pedagógica veio abrir um leque de possibilidades no cotidiano escolar.
Isso é inclusão digital na prática. Não basta ser educador entre quatro paredes, nossa formação vai muito além disso.


Somos disseminadores de uma cultura antes de tudo, comunicadores por vocação, pois nossa sala de aula nada mais é do que um estúdio de criação onde podem acontecer maravilhas.
Dominamos conteúdos que nos foram repassados, mas não é necessário que repassemos apenas isso. Partindo do que nossos alunos conhecem, podemos elaborar metas de trabalho inéditas e relevantes dentro e fora da sala de aula.



Desde 1998 eu já elaborava atividades que hoje são chamadas de projetos e que no meu âmbito de trabalho despertava resistência, indiferença ou aversão.

Entendia já naquela época que não era por falta de interesse, mas por desconhecimento das formas de desenvolver tais práticas. Vou mais além, cabia aos coordenadores a mediação destas propostas. Como professora, me deparava com dois problemas.



Se realizava algo com os alunos da própria sala, sem a participação dos mesmos, ouvia frases como. - Não é assim que se trabalha, o trabalho deve ser coletivo.

Se colocava a ideia e convidava alguém para desenvolver o mesmo, recebia a crítica de que devia fazer aquilo que todo mundo fazia, ou seja, seguir um currículo pré estabelecido. Perceberam como é difícil agradar a todos? Aí está o segredo. Não realizamos algo apenas para agradar, mas porque alguém tem que iniciar, tomar a responsabilidade de uma atividade que parte sempre de uma ideia e que é do interesse dos alunos. A frase chave era: - Sempre fiz assim e deu certo. Para que mudar?
Eis a palavra chave, mudar. Apenas 5 letrinhas e que fazem toda a diferença.

Se não estamos contentes com tudo que acontece em nossa sociedade, é porque não deu tão certo assim, concordam? Então comece ainda hoje uma mudança. Cito entre tantos exemplos de mudança, um aluno no qual ninguém mais acreditava, pois as repetitivas tomadas de atitudes eram sempre as mesmas. Conversando com ele, percebi que poderia fazer algo. Bastou dizer que ele era muito importante e mesmo que ninguém mais acreditasse nele, eu acreditava.
Não somos salvadores de ninguém, sabemos que erramos também, mas naquela hora a tarefa estava em minhas mãos. Percebi que o mesmo apenas pedia atenção. Falei que ele poderia torna-se o melhor aluno de sua sala, da escola, do mundo, que teria muito poder ao ler, estudar, pesquisar e ele sorriu.

Em seguida disse-me que ninguém parava para lhe escutar, então pedi que começasse a mudar, que deixasse de lado as conversas paralelas em sala e nas horas vagas lesse muito e risse enquanto lia, pois assim todos queriam saber porque estava rindo. Seria o início de uma conversa, falei para ele. Disse que falasse devagar e contasse o que estava lendo. Um dia desses não eram apenas alunos aproximando-se dele, mas ouvi alguém falando assim: - Olha só, ele está lendo, será que estou vendo bem? E outra pessoa falou: - milagres acontecem...
Contente, falei que não era milagre, mas que com certeza, algo verdadeiro teria feito diferença em sua vida. Claro que há um tempo para que cada um de nós possa mudar de atitudes mas há que haver motivação para isso, caso contrário, nada acontece.

Por isso estamos muito felizes em nossa escola! Os alunos estão mais dinâmicos e vão à biblioteca em busca de pesquisa e leitura até na hora do recreio. Isto é muito bom. Tem alunos monitores que tornaram-se contadores ou leitores de histórias e adoram o que fazem.
Continuaremos fazendo diferença na educação, ao encararmos de forma diferente a maneira de levar ao aluno nossos saberes acumulados ao longo dos anos e que torna-se obsoleto quando apenas são repassados, sem que o grupo de trabalho ao qual pertencemos e nossos educandos sejam partes integrantes do processo desta aprendizagem.

EDUCANDO PARA A SUSTENTABILIDADE, nossa professora de Ciências
organizou com seus alunos o plantio de flores na escola em garrafas pet.




Maria de Fátima Martins Baumgärtner
Professora Integrante do Programa de leitura e Pesquisa
Psicopedagoga Clínica e Institucional
Escritora/Poeta
EBM Pastor Faulhaber
Biblioteca Princesa Isabel
Blumenau - SC
(47) 84375004
....................................................................................

http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,3327698,17204

28/05/2011 | N° 12265
EDUCAÇÃO - Blog feito por alunos comemora dois anos

Esta matéria é do Diário. Eu nem sabia que estava no jornal.
29 de maio de 2011 | N° 9184
O X DA EDUCAÇÃO

POSTAGENS

Digite o assunto da sua pesquisa

Siga nosso blog!

Alguns dos blogs que sigo

CLIC RBS

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

Postagens mais acessadas

Você é muito especial!

Ocorreu um erro neste gadget

Mapa do local

ALFABETO DO TANGRAM