24 de junho de 2011

BLOG EDUCAR NO SBT TV

INCLUSÃO DIGITAL NA PRÁTICA

Compartilho com muita alegria, duas matérias dos jornais (Santa Catarina e Diário Catarinense/ 28 E 29 DE MAIO DE 2011) que demonstram a valorização de nosso trabalho como EDUCADORES. Fiquei sabendo da última matéria, porque o sr Luis Pimentel /SBT (TV) mostrou e disse que recebeu como pauta para seu programa de domingo, às 10 horas da manhã. O programa ainda não foi ao ar, por este motivo pedi informações por e-mail e ele respondeu que enviará a nova data (talvez será dia 17 de julho poróximo) pois a do dia 03 de julho de 2011, não foi possivel manter.Deixaremos nossos amigos leitores e comunidade por dentro das alterações. Basta acompanhar aqui. Convidamos para que assistam!

Ele veio até Blumenau em nossa escola para realizar uma entrevista comigo. Foi muito bom. Nossos alunos e a diretora Marita foram entrevistados também. É maravilhoso saber que nossos alunos brilham a partir daquilo em que acreditam e que tem significado no cotidiano. Reforçando, eles aprendem por associação, então tudo aquilo que representa apenas conteúdo exposto ou registrado qual mera tarefa dada, configura-se como "informação". Mas sabemos que o que importa é o processo como esta informação é assimilada e qual foi a "mudança intelectual" gerada neste indivíduo e que caracteriza-se como"conhecimento" propriamente dito. Cabe aos educadores, incentivarem e divulgarem estas habilidades, dando ênfase às produções deles, pois o futuro deste país está nas gerações futuras.

A inserção das novas tecnologias na esfera pedagógica veio abrir um leque de possibilidades no cotidiano escolar. Isso é inclusão digital na prática. Não basta ser educador entre quatro paredes, nossa formação vai muito além disso. Somos disseminadores de uma cultura antes de tudo, comunicadores por vocação, pois nossa sala de aula nada mais é do que um estúdio de criação onde podem acontecer maravilhas. Dominamos conteúdos que nos foram repassados, mas não é necessário que repassemos apenas isso. Partindo do que nossos alunos conhecem, podemos elaborar metas de trabalho inéditas e relevantes dentro e fora da sala de aula.


Desde 1998 eu já elaborava atividades que hoje são chamadas de projetos e que no meu âmbito de trabalho despertava resistência, indiferença ou aversão. Entendia já naquela época que não era por falta de interesse, mas por desconhecimento das formas de desenvolver tais práticas. Vou mais além, cabia aos coordenadores a mediação destas propostas. Como professora, me deparava com dois problemas.


Se realizava algo com os alunos da própria sala, sem a participação dos mesmos, ouvia frases como. - Não é assim que se trabalha, o trabalho deve ser coletivo.


Se colocava a ideia e convidava alguém para desenvolver o mesmo, recebia a crítica de que devia fazer aquilo que todo mundo fazia, ou seja, seguir um currículo pré estabelecido. Perceberam como é difícil agradar a todos? Aí está o segredo. Não realizamos algo apenas para agradar, mas porque alguém tem que iniciar, tomar a responsabilidade de uma atividade que parte sempre de uma ideia e que é do interesse dos alunos. A frase chave era: - Sempre fiz assim e deu certo. Para que mudar?
Eis a palavra chave, mudar. Apenas 5 letrinhas e que fazem toda a diferença. Se não estamos contentes com tudo que acontece em nossa sociedade, é porque não deu tão certo assim, concordam? Então comece ainda hoje uma mudança. Cito entre tantos exemplos de mudança, um aluno no qual ninguém mais acreditava, pois as repetitivas tomadas de atitudes eram sempre as mesmas. Conversando com ele, percebi que poderia fazer algo. Bastou dizer que ele era muito importante e mesmo que ninguém mais acreditasse nele, eu acreditava.

Não somos salvadores de ninguém, sabemos que erramos também, mas naquela hora a tarefa estava em minhas mãos. Percebi que o mesmo apenas pedia atenção. Falei que ele poderia torna-se o melhor aluno de sua sala, da escola, do mundo, que teria muito poder ao ler, estudar, pesquisar e ele sorriu. Em seguida disse-me que ninguém parava para lhe escutar, então pedi que começasse a mudar, que deixasse de lado as conversas paralelas em sala e nas horas vagas lesse muito e risse enquanto lia, pois assim todos queriam saber porque estava rindo. Seria o início de uma conversa, falei para ele. Disse que falasse devagar e contasse o que estava lendo. Um dia desses não eram apenas alunos aproximando-se dele, mas ouvi alguém falando assim: - Olha só, ele está lendo, será que estou vendo bem? E outra pessoa falou: - milagres acontecem...
Contente, falei que não era milagre, mas que com certeza, algo verdadeiro teria feito diferença em sua vida. Claro que há um tempo para que cada um de nós possa mudar de atitudes mas há que haver motivação para isso, caso contrário, nada acontece.
Por isso estamos muito felizes em nossa escola! Os alunos estão mais dinâmicos e vão à biblioteca em busca de pesquisa e leitura até na hora do recreio. Isto é muito bom. Tem alunos monitores que tornaram-se contadores ou leitores de histórias e adoram o que fazem. Continuaremos fazendo diferença na educação, ao encararmos de forma diferente a maneira de levar ao aluno nossos saberes acumulados ao longo dos anos e que torna-se obsoleto quando apenas são repassados, sem que o grupo de trabalho ao qual pertencemos e nossos educandos sejam partes integrantes do processo desta aprendizagem.


Maria de Fátima Martins Baumgärtner
Professora Integrante do Programa de leitura e Pesquisa
Psicopedagoga Clínica e Institucional
Escritora/Poeta
EBM Pastor Faulhaber
Biblioteca Princesa Isabel
Blumenau - SC
(47) 84375004
....................................................................................

http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,3327698,17204

28/05/2011 | N° 12265
EDUCAÇÃO - Blog feito por alunos comemora dois anos

Esta matéria é do Diário. Eu nem sabia que estava no jornal.
29 de maio de 2011 | N° 9184
O X DA EDUCAÇÃO

22 de junho de 2011

Blog é incentivo para aprender

Hoje foi um dia muito especial. Nós recebemos a visita de pessoas mais que especiais. Uma delas é Luiz Pimentel, que apresenta-se neste vídeo com Rafaela Arns em Florianópolis e de Isabela Vargas em Joinville. Mas a nossa matéria gavada por ele, será exibida no SBT.



Diretora Marita Lopes, profª Fátima e Alunos do 4º Ano - Vespertino, da profª Meriam, foram entrevistados por Luis Pimentel. Perguntamos como soube do nosso blog e ele nos mostrou uma matéria do jornal Diário Catarinense. Esta, nós nem sabíamos que havia sido publicada, pois o Jornal de Santa Catarina aqui de Blumenau - SC, havia registrado a matéria dia 28 de maio, também. É gratificante ver que somos valorizados! Agradecemos! Ficamos muito felizes. Foi gravada uma matéria que vai ao ar pelo SBT no domingo - dia 03 de julho de 2011, as 10 horas da manhã.

Fonte: jornal Diário Catarinense
Data: 29 de maio de 2011 | N° 9184

Tema:
O X DA EDUCAÇÃO

Título:
Blog é incentivo para aprender


Espaço virtual de escola municipal de Blumenau, criado por professores e alunos, completa dois anos com 30 mil visitas.

Leia mais...

Multimídia - Estudantes da 8ª série assistiram a uma palestra com Anderson Silva (repórter do Jornal de Santa Catarina) sobre mídia e educação na sexta-feira - 27 de maio de 2011.

Foto:Diário Catarinense 29 de maio de 2011 | N° 9184 O X DA EDUCAÇÃO

Professor Valdir trabalha em sala conteúdos de Matemática, recicla jornais que são lidos em sala, na hora do recreio, on-line na biblioteca ou na sala de informática.
Depois de algum tempo, as páginas que sobram são recicladas de várias formas. A maioria vai para casa de alunos para os pais lerem. Outra parte vai para a hemeroteca (coleção de assuntos por interesse em pastas na biblioteca) e os poemas, crônicas, artigos, tirinhas são guardadas em caixas recicladas de pizza que são customizadas pela profª Fátima, que oferece oficinas para a construção das mesmas.
Revistas também são recicladas e viram arte nas mãos de alunos habilidosos!

Os cubos rapidamente vão se tornando um robô. Foi feita uma exposição e está sendo organizado um concurso do maior e mais bonito robô de papel reciclado.

Todos os alunos participam com ineresse e comentam que a aula ficou mais atrativa. Eles gostam de ver as fotos postadas aqui.

As mãos ágeis vão dando forma aos robôs

As aulas são mais interessantes. As fotos são registradas pela profª Fátima, pelo professor(a) de sala ou de informática, mas também pelos próprios alunos.

Conteúdos são relatados por alunos e postados aqui.

Os alunos dão nomes aos robôs.

20 de junho de 2011

IV ENCONTRO - JUNHO - BIBLIOTECA

"A LEITURA ACONTECE QUANDO MENOS ESPERAMOS E DA FORMA NUNCA ANTES PENSADA. BASTA QUE HAJA UMA FONTE E UM RECEPTOR COM SEDE DE DESCOBRIR UM MEIO DE CHEGAR ATÉ ELA."
(Mª de Fátima M. Baumgärtner)

ATIVIDADES

4º encontro de professores mediadores de leitura e pesquisa.
formamos grupos ecriamos uma casinha, uma onça e um bode.Tudo com sucatas durante a oficina.
Eis a letra da paródia criada a partir da melodia abaixo.

DINÂMICA


O Hipopótamo e o Cachorro
Respeitando as diferenças



A Casa

Vinicius de Moraes
Composição : Vinicius de Moraes

Era uma casa muito engraçada

Não tinha teto, não tinha nada

Ninguém podia entrar nela, não

Porque na casa não tinha chão

Ninguém podia dormir na rede

Porque na casa não tinha parede

Ninguém podia fazer pipi

Porque penico não tinha ali

Mas era feita com muito esmero

na rua dos bobos numero zero
.....................................
Assim ficou nossa letra da paródia

A CASA DO BODE E DA ONÇA

ERA UMA CASA
BEM NA FLORESTA
O BODE E A ONÇA
FAZENDO FESTA

OS DOIS QUERIAM
NELA MORAR
MAS NÃO PODIAM
SE ENCONTRAR

A CADA DIA
UM CONSTRUIA
A ONÇA À NOITE
BODE DE DIA

ONÇA FAMINTA
SAIU CAÇAR
UM BODE TROUXE
PARA O JANTAR

BODE COM SORTE
ONÇA ENCONTROU
ESTAVA MORTA
ELE A LEVOU

ONÇA MEDROSA
A CASA DEIXOU
O BODE ESPERTO
NELA FICOU

E agora a oficina de litertura
O BODE E A ONÇA


AQUI VOCÊ ENCONTRA A HISTÓRIA NA ÍNTEGRA
http://educacao.uol.com.br/cultura-brasileira/onca-bode.jhtm
A onça e o bode
A CASA DO BODE E DA ONÇA
Angela Lago
COLEÇÃO: virando onça
Editora: Rocco
TÍTULO: A CASA DO BODE E DA ONÇA
ISBN: 9788532518057
IDIOMA: Português
ENCADERNAÇÃO: Brochura
FORMATO: 21 x 21
PÁGINAS: 32
COLEÇÃO: VIRANDO ONÇA
ANO DE EDIÇÃO: 2005
AUTOR: Angela Lago
ILUSTRADOR: Angela Lago

"Ns contos populares brasileiros, a onça sempre representou o poder despótico. Contra ela, surge, em cada história, um animal que, por meio da inteligência, consegue driblar a adversária e, na maioria das vezes, levar a melhor na disputa."
Em A casa do bode e da onça, sem se darem conta, a onça e o bode acabaram construindo uma mesma casa. Quando perceberam que os dois tinham direitos iguais sobre o "imóvel", resolveram, muito a contragosto, morar juntos. Mas a coisa não ficaria assim! Cada um, a seu modo, aprontou mil artimanhas para tentar expulsar o outro do seu lugar.Leia mais em...
* Esta estória me foi contada pela minha mãe. Quando criança, ouvi esta estória por muitas vezes.
Com carinho!
Fátima


NESTE MOMENTO ESTOU POSTANDO FOTOS E CONTEÚDOS NO BLOG!
OBRIGADA, BOAS LEITURAS, PESQUISAS E DIVERSÕES!
Adoro todos vocês!
Daqui há pouco tem atualizações! bjs!
Profª Fátima
........................................................
APRENDER A FAZER, FAZENDO!O brinquedo faz a história - Bicho Manjaléu


O brinquedo faz história - Bicho Manjaléu - parte 2







CORTINAS DA BIBLIOTECA, BEM MELHOR ASIM!

Esta é a decoração desta semana!

15 de junho de 2011

ECLIPSE DA LUA EM 2011



Da Redação, com AFP
mundo@band.com.br

Um eclipse lunar total foi o grande destaque da noite desta quarta-feira. No Brasil, os gaúchos foram os primeiros a observar o fenômeno, às 17h25. A Lua ficou coberta por volta de 1h40. O YouTube, em parceria com o Google, transmitiu o espetáculo ao vivo.

A posição da Lua em relação a Terra é o que caracterizou este longo período do eclipse. A última vez que um fenômeno deste tipo demorou tanto foi em julho de 2000, quando durou 1h47.

O eclipse total acontece quando a lua passa pela sombra da Terra produzida pela luz solar. Um disco de luz aparece ao seu redor e gradualmente vai mudando de cor. Passa do prata para o laranja e, depois, para o vermelho.

O espetáculo pôde ser observado a olho nu, pois não oferece riscos para a visão.







Greve de servidores chega ao fim em Blumenau

Servidores municipais de Blumenau voltam ao trabalho nesta quinta-feira
Proposta salarial com reajuste de 8% e 10% foi aprovada em assembleia
Atualizada às 20h08min
Fonte:http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18§ion=Pol%EDtica&newsID=a3352779.xml

Os servidores municipais de Blumenau voltam ao trabalho nesta quinta-feira, depois de 10 dias de greve em busca de reajuste salarial e melhoria no valor do vale-alimentação. A decisão saiu quando em nova assembleia na praça em frente a prefeitura, os funcionários públicos aceitaram a proposta feita pela comissão de negociação da Câmara de Vereadores e avalizada pelo Executivo.

Pelo microblog Twitter, às 17h48min desta quarta-feira, o Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb) anunciou o fim da paralisação. O acordo prevê 8% de reajuste salarial para 8 mil trabalhadores do município: 6,3% retroativo a maio, correspondente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), e mais 1,7% em dezembro. Outros mil servidores com os menores salários receberão mais 2% em dezembro, totalizando 10%. O vale-alimentação vai passar de R$ 8 para R$ 10.

De acordo com o Sintraseb, o movimento chegou a ter a adesão de 70% dos servidores de Blumenau.

13 de junho de 2011

Greve dos servidores na cidade de Blumenau

.....................................

GREVE dos Servidores Municipais de Blumenau.

Nesta tarde de quarta-feira 15/06/11 na Praça da Prefeitura, os servidores ouvem uma nova proposta da Prefeitura.

SOBRE A VACINAÇÃO DIA 18 DE JUNHO DE 2011.

Ficou confirmado que no sábado 18/06/11) acontece a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite.

Devido a greve dos servidores públicos municipais, os agentes de saúde aos poucos vão voltando aos AGS. (Ambulatórios Gerais de Saúde)

Maiores informações são obtidas nos postos abaixo:

AMBULATORIO CAIC
Rua Franz Mueller,
Velha Grande - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3328-6601

AMBULATORIO GERAL
Rua Itajaí, 260
Centro - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3326-6727

Ambulatório CAIC
Tel: (47) 3328-6601
Rua Franz Mueller, s/n
Velha - Blumenau - SC - CEP: 89045-500

Ambulatório Geral Badenfurt
PABX: (47) 3323-6719
Rua Werner Duwe, 230 px
Badenfurt - Blumenau - SC - CEP: 89070-700

Ambulatório Geral do Garcia
Tel: (47) 3326-7543
Rua Progresso, s/n
Progresso - Blumenau - SC - CEP: 89026-200

PMB Semus Ambulatório Geral da Escola Agrícola
PABX: (47) 3323-9403
Rua Norberto Seara Heusi, s/n
Asilo - Blumenau - SC - CEP: 89037-800

Semus-Ambulatório Geral do Bairro Fortaleza
Tel: (47) 3323-8633
mais telefones
Rua Paula Hoeltgebaum, 2320 fd
Fortaleza - Blumenau - SC - CEP: 89057-160

Semus-Ambulatório Geral do Centro
Tel: (47) 3326-6727
mais telefones
Rua Itajaí, 260
Vorstadt - Blumenau - SC - CEP: 89015-200

Semus-Ambulatório Geral do Centro
Tel: (47) 3326-6837
Rua Itajaí, 36
Vorstadt - Blumenau - SC - CEP: 89015-200

Semus-Novo PSF Tel: (47) 3328-6626
Rua Ricardo Althoff, 101
Velha - Blumenau - SC - CEP: 89032-350

Serviço Psico Social PABX: (47) 3326-6906
Rua Jean Romain Bonnemasou, 720
Jd Blumenau - Blumenau - SC - CEP: 89010-370

CENTRO INTERNACAO PROVISORIA SECRIAD
Rua Antônio da Veiga, 439
Victor Konder - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3222-3191

ESF ARTHUR RIEDEL
Rua Bruno Schreiber, 2315
Progresso - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3326-6751

ESF WALTER REITER
Rua das Oliveiras, 65
Passo Manso - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3328-6626

ESTRATEGIA DE SAUDE DA FAMILIA BENEDITO CAMARGO ROCHA
Rua Santa Terezinha, 295
Progresso - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3326-7508

LABORATORIO SAUDE
Rua Xanxerê, 40
Vorstadt - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3222-3248

PMB SEMUS AMBULATORIO GERAL DA ESCOLA AGRICOLA
Rua Norberto Seara Heusi,
Escola Agrícola - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3323-9403

POSTO DE SAUDE CAIC
Rua Pérola do Vale, 155
Itoupava Central - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3323-6722

POSTO DE SAUDE WILSOM SANTIAGO
Rua Antônio Zendron, 1625
Valparaíso - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3326-6148

POSTO SAUDE BADENFURT
Rua Professor Jacob Ineichen, 50 fr
Itoupavazinha - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3323-6702

POSTO SAUDE DR ABELARDO VIANA
Rua Itajaí, 210
Centro - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3326-6899

POSTO SAUDE FORTALEZA
Rua Professor Hermann Lange, 2215
Fidélis - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3323-6706

POSTO SAUDE GARCIA
Rua Engenheiro Odebrecht, 973
Garcia - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3326-6918

POSTO SAUDE NOVA ESPERANCA
Rua Catarina Augusta Schmitt, 132 fr
Nova Esperança - Blumenau, SC
Telefone Ver Telefone
Telefone(47) 3222-3257

Fonte: http://telelistas.net/4/medico/ambulatorios/santa-catarina--blumenau

Cinearte na Floresta

Roteiro Cultural
Fundação Cultural de Blumenau

Cinearte na Floresta exibe clássicos dos anos 50 e 70
 
O Cinearte na Floresta, realização da Fundação Cultural de Blumenau, mostra, a partir do próximo dia 28, clássicos do terror que hoje não assustam mais ninguém. O evento vai até o dia 30, sempre às 19h30, no Horto Edith Gaertner, na Fundação Cultural de Blumenau. Os filmes são recomendados para maiores de 10 anos e a entrada é gratuita.
 
Na atmosfera de um cinema em meio à floresta, nada melhor do que clássicos de terror dos anos 50 e 70. A programação inicia na terça, com Ed Wood, considerado o pior diretor de todos os tempos no gênero do terror, com seu filme A Noiva do Monstro , de 1955; dia 29, quarta, é a vez de Mel Brooks mostrar, em seu estilo, a versão de um conhecido personagem de terror com O Jovem Frankenstein , de 1974; e, encerrando o Cinearte na Floresta deste semestre, na quinta-feira, 30, novamente Ed Wood, numa produção de 1953, Glen or Glenda .
A organização recomenda levar repelente.
 
Programação
 
Dia 28 - A Noiva do Monstro
             Ano: 1955
             Direção: Ed Wood
Com: Bella Lugosi, Loretta King e elenco. Produção, roteiro e direção de Ed Wood, A Noiva do Monstro foi apontado como o melhor trabalho do diretor. Bela Lugosi, com seus trejeitos e suas caretas de cientista louco, interpreta o Dr. Eric Vornoff, um gênio com talento não reconhecido. Isolado em sua mansão em ruínas, no meio do pântano, projeta a criação de uma raça de super-homens atômicos para dominar o planeta.
Duração: 70 minutos.
 
Dia 29 - O Jovem Frankenstein
              Ano: 1974
             Direção: Mel Brooks
Com: Gene Wilder, Peter Boyle e elenco. Um jovem neurocirurgião herda o castelo de seu avô, o famoso Dr. Victor von Frankenstein. Ele acredita que o trabalho de seu avô era pura bobagem, até descobrir em um de seus livros antigos um trabalho sobre reanimação de órgãos, então ele muda radicalmente de opinião.
Duração: 110 minutos.
 
Dia 30 - Glen or Glenda
             Ano: 1953
             Direção: Ed Wood
Com: Bella Lugosi, Edward Wood e elenco. Para investigar o suicídio de um travesti, um detetive da polícia busca informações com um psiquiatra entendido no assunto, que lhe conta duas histórias. Na primeira, Glen é casado com Bárbara, mas deve descobrir uma maneira de contá-la sobre as suas necessidades de utilizar seus vestidos; na segunda, Alan decide se transformar em mulher fisicamente, através de uma cirurgia.
Duração: 70 minutos.
 
 Recebimento por e-mail - Créditos:
Fonte: Nico Wolff, diretor de Cultura (3326 7582 e 9936 3977)
Assessora de Comunicação: Marilí Martendal (3326 8124 e 9943 0235)
 
fonte:  www.fcblu.com.br
Acesso às 10:35 h
  


10 de junho de 2011

O que você tem a ver com a corrupção?

Palestra: O que você tem a ver com a corrupção?
Gostaríamos de convidá-los a participar no próximo dia 16 de junho, a partir das 18h45min.,
no auditório do IBES SOCIESC da palestra "O que você tem a ver com a corrupção"
proferida  pelo Promotor de Justiça Dr. Affonso Ghizzo Neto.
 
Na oportunidade, será realizado o lançamento de sua obra
"Corrupção, Estado Democrático de Direito e Educação".
 
Sua presença é importante. O tema é relevante e alinha-se com as linhas de pesquisa
 e com o nosso Projeto Pedagógico. Vamos participar e prestigiar essa oportunidade.
 
 
Resumo do currículo do palestrante/autor: Dr. Affonso Ghizzo Neto é Promotor de Justiça
 junto à 7ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville, com atuação junto à
2ª Vara Criminal da Comarca desde o ano de 2009. Já ocupou os cargos de Promotor de Justiça;
Coordenador-Geral Estadual e Ex-coordenador Nacional da Campanha
 "O QUE VOCÊ TEM A VER COM A CORRUPÇÃO?", em andamento; Professor da disciplina
 de Moralidade Administrativa, junto à Escola do Ministério Público; Ex-coordenador  do
  6 º Núcleo da Associação Catarinense do Ministério Público - ACMP; Ex-coordenador
do Centro de Controle de Constitucionalidade do Ministério Público do Estado de Santa Catarina -
 CECCON. Já recebeu os seguintes prêmios e títulos: II Prêmio Innovare - O Judiciário do Século XXI –
Categoria: Ministério Público, FGV DIREITO RIO, Associação dos Magistrados 
Brasileiros e Ministério Público (2005); Prêmio UNODC 2008, do Escritório das Nações Unidas
sobre Drogas e Crimes - Brasil e Cone Sul – ONU. Um reconhecimento
 a "iniciativas de prevenção e combate a corrupção".
O Coordenador-Geral do Projeto foi premiado na categoria "Mobilização Social".
Ao todo, foram 10 premiados, entre pessoas, organizações, veículos de imprensa
e até mesmo o autor e atores da telenovela "A Favorita", da Rede Globo,
pela inserção do tema corrupção na trama (2008); Mestre em Direito
pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC – Área de concentração:
Filosofia do Direito. Defesa da Dissertação com o título "Corrupção,
 
Estado Democrático de Direito e Corrupção" em 22 de outubro de 2008.
Conceito máximo com "Distinção e Louvor" (2008).
 
Colaboração do Professor Francisco (História) da nossa escola Pastor Faulhaber
 
Carla Regina Oliveira
 
55 (47) 2111-2922

Prêmio Orange de Ficção


 
 
08/06/2011 - 17h37

Sérvia de 25 anos ganha prêmio de literatura inglês

DE SÃO PAULO
"A Noiva do Tigre", livro de estreia da autora sérvia Tea Obreht, recebeu na tarde de hoje o Prêmio Orange de Ficção. Obreht, que tem 25 anos, é a escritora mais jovem a receber o prêmio.
O livro será publicado no Brasil em julho pela editora Leya.
Criado em 1996, o Orange destaca livros escritos por mulheres na língua inglesa. O vencedor leva 30.000 euros (cerca de R$ 70 mil) e uma estátua de bronze chamada de "Bessie".
A vitória de Obreht, que vive nos Estados Unidos desde os 12 anos, surpreendeu o meio literário. As bolsas de aposta indicavam que a favorita ao prêmio era Emma Donoghue, autora de "Quarto" (ed. Verus; R$ 29,90; 350 págs.).
A historiadora e escritora Bettany Hughes, que fez parte do júri do Orange, disseque "A Noiva do Tigre" é um livro "excepcional e Tea Obreht é um talento verdadeiramente novo e animador".
A trama de "A Noiva do Tigre", centrada num país dos Bálcãs devastado pela guerra,
narra a história de Natália, jovem médica que tenta investigar a misteriosa morte do avô.
Chris Helgren/Reuters
A escritora sérvia Tea Obreht, vencedora do prêmio Orange, com exemplar de "A Noiva do Tigre", em Londres
A escritora sérvia Tea Obreht, vencedora do prêmio Orange, com exemplar de "A Noiva do Tigre", em Londres

8 de junho de 2011

O OUTRO LADO DA HISTÓRIA



O OUTRO LADO DA HISTÓRIA

Sempre que posso, reflito sobre a tendência atual de valorizar o que pessoas realizam. Existem duas maneiras de refletir sobre isso. A primeira, é de que isso faz sentido quando entendemos que também somos capazes de grandes feitos. Mas tem o outro lado da história, que nem sempre sai bem contada. Aquele que abriga as pessoas que só valorizam o que é de fora do seu país/estado/cidade...

Isto vale para todos os setores da nossa vida. Tomo como exemplo o tênis da moda, o hit do mês ou o lançamento de um celular no mercado. Se nós educadores (familia/escola/sociedade) deixamos isto acontecer, perdemos espaço para a mídia e para a cultura imediata que circula nos locais em que nossos adolescentes costumam se encontrar, quer dizer, qualquer lugar onde se propaga a lei daquele que sabe mais. Entenda-se , não aquele que sabe o mais correto possível sobre algo. Mas aquele que influencia através de suas experiências, que nem sempre servem como modelo de atitude correta. Aliás não existe receita para ser correto.

O que existe é uma certa disciplina que se herda de berço, da família na qual fomos gerados. Vamos direto ao assunto, sem mais chorumelas, quero parabenizar a cidade de Timbó, que ama seu povo, mostra a sua "cara verdade" e diz com todas as letras, nosso poeta "Lindolf Bell".
Também amo e venero a lembrança dele! Façamos o mesmo com nossos escritores, alunos escritores mirins em nossas escolas, pequenos jornalistas de plantão e poetas de gaveta e de diários adoráveis. Ainda há tempo...

Não precisamos esperar mais, temos também muita gente boa aqui em Blumenau. Há quem diga que não existem escritores nestas "certas sociedades de escritores, da qual sou sócia fundadora de uma delas e precursora da ideia de outra (...) , diga-se de passagem, mas isso já é outra história...
Então o que fica posto é que Timbó está de parabéns! Falo isso pela Feira do Livro. No meu trabalho diário na biblioteca, tenho contato com todos os alunos da EBM Pastor Faulhaber e sinto que poderiam ler mais, mas isto acontece, não por falta de interesse, mas pelo pequeno acervo que dispomos.

Já imaginou uma feira de livros em que parte dos mesmos fossem doados às bibliotecas das escolas, por exemplo , se cada editora que participasse, adotasse uma escola? Fica aqui a dica, a cada ano o acervo delas se renovaria... Os escritores doariam parte dos seus livros. Bem, nós escritores já fazemos isso.
Ainda assim, demonstram que a leitura é tudo para interpretar o mundo que os espera.
Para isso faço campanhas com escritores, familiares, eventos e conseguimos assim arrecadar livros.
Se você que está lendo agora quiser contribuir,os livros serão bem recebidos. É só entrar em contato pelo e-mail: biblioteca.princesaisbel@yahoo.com.br


Parabéns Timbó, pela FEIRA DO LIVRO. Que esta atitude nos inspire para realizar algo assim em Blumenau, e, quando isso chegar, que tenhamos condições de participar. Tanto falamos em cultura, mas esquecemos de que não basta apenas investir em espaços e material de divulgação, mas liberando certas pessoas de suas funções (professores/outros que são escritores da nossa cidade e que podem fazer bonito num evento como este. Além de mostrar a cara da cidade, a prata da casa, como se diz, ao invés de ouvirmos por aí, "santo de casa não faz milagre". Desta forma nos obrigam a engavetar não apenas obras, mas nossos sonhos! (Fátima)

Abaixo, uma maravilha de reportagem!
Leia agora!


LITERATURA
O segredo do sucesso Na sétima edição e com espaço de atuação e público cada vez maior,
a Feira de Rua do Livro de Timbó, que começa hoje e vai até domingo,
torna-se referência de evento literário no Vale. Se fosse uma série de
livros de autoajuda, poderia receber o título de Faça da Sua Feira de Livro um Sucesso.
O Lazer entra nessa brincadeira e apresenta os cinco passos que fazem
desta feira uma referência. A programação completa você confere
Fonte: www.feiraderuadolivrodetimbo.blogspot.comvinicius.batista@santa.com.br / Jornal de santa catarina - 08/06/2011

DICAS DE LIVROS QUE VIRARAM FILMES

Author Postado por Editora Sextante    RIO – A indústria do cinema sempre amou levar para a telona boas histórias publicadas em preto no branco. E, por sua vez, as editoras lucraram bastante com isso. Mas, de uns tempos para cá, a lista de livros mais vendidos parece até um ranking de bilheteria. Basta ver a relação dos dez títulos mais comercializados no Brasil semana passada. Nada menos que cinco estão lá porque deram origem a filmes de sucesso: "Um amor para recordar", "Querido John", "Diário de uma paixão", "A última música" e "Água para elefantes". Este último inspirou um longa-metragem que, com o galã Robert "Crepúsculo" Pattinson no elenco, já arrecadou mais de US$ 85 milhões no mundo.
E tem mais: "Um dia", o décimo livro da lista, logo, logo também entra para a patota, já que em agosto será lançada sua versão cinematográfica, trazendo o casalzinho Anne Hathaway e Jim Sturgess como protagonista. Outros dois volumes desse ranking pertencem à série "Crônicas de gelo e fogo", que se tornou um seriado da HBO. E é bem provável que as obras que completam esse Top 10, "A cabana" e "Questões do coração", tenham o mesmo destino: a tela.
Um dos caras que dominam a arte da literatura pronta para o cinema – ou, melhor dizendo, "o" cara – se chama Nicholas Sparks. A tal lista dos dez livros mais vendidos no país tem quatro títulos dele. Aí incluído o primeiro colocado, "Um amor para recordar", lançado por aqui há apenas um mês, já com mais de cinco milhões de exemplares comprados no mundo. Ele deixa claro que a exposição dada pelo cinema é a alma do seu negócio.
- As pessoas veem mais filmes do que leem livros. E duvido que isso vá mudar. Sendo assim, adaptações beneficiam um autor, pois mais pessoas entram em contato com seu trabalho, e algumas delas eventualmente compram o livro. Geralmente, isso é o suficiente para um título acabar na lista de best-sellers – analisa Sparks.
Com 16 obras publicadas, o autor viu seis delas virarem filmes. E a lista vai crescer. "The lucky one", que chega ao Brasil este ano, ganhará as telas com Zac Efron no papel principal (o filme estreia em 2012). Astros do público jovem, aliás, têm sido os favoritos para levar livros ao cinema. O próprio Zac estrelou "A morte e vida de Charlie", de 2010, derivado do livro de Ben Sherwood. E a popstar Miley Cyrus é a protagonista de "A última música", inspirado no romance homônimo de Sparks.
O apelo desses rostinhos bonitos dá força ao empurrão que o cinema costuma representar nas vendas de qualquer livro. Um fenômeno que a história comprova. Quando "Bilionários por acaso" (livro que inspirou o filme "A rede social") chegou ao Brasil, em 2010, foram vendidas seis mil cópias em um mês. Três meses depois, após a entrada do filme no circuito, o número pulou para 19 mil. Mesmo a série "Crepúsculo", que já era uma febre literária, foi catapultada pelo furacão Robert Pattinson + Kristen Stewart. O primeiro volume teve 11 mil cópias vendidas ao ser lançado por aqui. E 91 mil após a estreia do filme, em 2008.
- A dobradinha "livro-filme" puxa o jovem para o consumo de ambos. Se você assiste a um filme legal, acaba querendo ler o livro, e o contrário também acontece. A segunda maior bilheteria de "Percy Jackson" no mundo foi a brasileira. Isso porque o país já tinha uma base de fãs do livro – observa Jorge Oakim, diretor da editora Intrínseca, que publica as séries "Crepúsculo" e "Percy Jackson" por aqui.
O exemplo mais famoso em terras nacionais é "Elite da tropa", cujos dois volumes deram origem aos filmes "Tropa de elite" (o segundo longa arrecadou a maior bilheteria da história do cinema no país) e foram alavancados por eles. O escritor e quadrinista Lourenço Mutarelli também já viu uma obra sua na telona. Você pode não conhecer o livro, mas o filme "O cheiro do ralo" (2007), protagonizado por Selton Mello, foi visto por cerca de 170 mil espectadores.
- Não vendi muitos livros, porque no Brasil isso é difícil, mas meu nome ficou conhecido. É engraçado porque as pessoas se interessam mais por adaptar meus romances do que minhas HQs, que já são visuais. A prosa é mais levada a sério – diz Lourenço, que acaba de vender os direitos do seu "Jesus Kid" ao ator Sérgio Marone, que vai transformá-lo em filme.
Mas não é qualquer bom livro que origina um campeão de bilheterias mundo afora. A carioca Ana Luiza Beraba tem um firma especializada em caçar livros brasileiros com potencial para a telona, a Film 2B, e vive em busca de novos talentos literários.
- O livro já precisa ter uma interseção com o cinema. O importante é uma história forte e que cause impacto. O leitor precisa imaginar a história de forma visual – afirma a expert, ressaltando que o mercado audiovisual brasileiro anseia por autores desse tipo.
Tomás Pereira, da editora Sextante, que publicou "O código Da Vinci e "Água para elefantes", concorda:
- Um livro geralmente só vira filme se for extraordinário, pois significa um imenso investimento. Ou seja, já é preciso partir de uma história com forte apelo de público.
Grandes clássicos do cinema, como "O poderoso chefão", de 1972, e "A última sessão de cinema", de 1971, vieram de romances. De lá para cá, a relação entre editoras e estúdios só ganhou força. Hoje, ao que parece, muitos livros precisam das telas para vender bem. Mais do que nunca, é necessário ver para crer.
Para muita gente, saber o fim da história não acaba com a graça do livro.
- Depois de ver o filme, fico curiosa para saber os detalhes. Todos os livros deveriam ter uma adaptação – empolga-se Amanda Salomão, de 17 anos, que assistiu ao filme "A morte e vida de Charlie" por causa do galã Zac Efron, e só leu o romance depois.
Já Fernanda Lima, de 24 anos, formada em Letras, viu o trailer de "Água para elefantes" e, fã de Robert Pattinson, comprou o livro antes de o longa estrear. Recentemente, ela também descobriu que um filme que adora, "Um amor para recordar", com Mandy Moore, veio de um romance de Nicholas Sparks.
Guilherme Cepeda, dono do blog literário Burnbook.com.br, achou legal a estratégia dos autores de "A garota da capa vermelha": o final da história só foi revelado no filme.
- No início, fiquei com raiva. Tive que esperar para matar a curiosidade. Depois, achei legal construir minha versão – diz o estudante de 18 anos, que leu "A morte e vida de Charlie St. Cloud" e "Bilionários por acaso" após ver os respectivos filmes.
Fonte: Livros que viraram filmes por astros dominam lista das obras mais vendidas
[O Globo - Megazine - pág. 8-9 - 7/6/2011]

POSTAGENS

Digite o assunto da sua pesquisa

Siga nosso blog!

Alguns dos blogs que sigo

CLIC RBS

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

Postagens mais acessadas

Você é muito especial!

Ocorreu um erro neste gadget

Mapa do local

ALFABETO DO TANGRAM