8 de julho de 2011

EVENTOS DE JULHO EM BLUMENAU



Domingo começa a Mostra Blumenauense de Teatro

Fonte: http://www.blumenau.sc.gov.br/
Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Apresentações fazem parte do 24º Fitub.

Começa neste domingo, 10, no Auditório Carlos Jardim, da Fundação Cultural de Blumenau, a Mostra Blumenauense de Teatro, com a participação de cinco grupos da cidade. A Mostra integra a programação do 24◦ Festival Internacional de Teatro de Blumenau (Fitub), organizado pela Furb. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do festival, no Teatro Carlos Gomes (das 12h30 às 22h), ou uma hora antes do espetáculo, na Fundação Cultural. O ingresso custa R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).


Domingo, 21h e 23h
Amálgama - Grupo Adriano Amaral e Silvio da Luz
A obra retrata um homem mergulhado em suas lembranças, preso sozinho em um ciclo onde passado e futuro se encontram. O outro, para o homem só, são os objetos, é a memória. E o homem tentará refazer o que se perdeu. Amálgama é um caminho de busca do que já deixou de ser. É como o pai que assiste repetidamente ao vídeo do parto do filho, morto, tentando, a cada vez, ressuscitá-lo. É na repetição, em Amálgama, que se procura alguma forma de redenção.
Não recomendado para menores de 18 anos

Segunda-feira, 20h30 e 22h30
Estrangeiros
Na loja de fantasias de propriedade de seu pai, Alícia vê chegar um desconhecido, de quem ela pouco compreende a pronúncia e as palavras. Nesse encontro, Alícia, acostumada às certezas daquele ambiente, poderá se enxergar de longe, de fora, sem disfarces. Jogada contra si mesma e exposta à nudez da sua vida, ela então se agarra à única chance que tem de tentar mudar tudo.
Recomendável para maiores de 18 anos.

Terça-feira, 20h30 e 22h30
Volúpia - Cia Carona de Teatro
Colocados em situações limites nos seus relacionamentos, aprisionados por uma sexualidade que não sabem se libertam ou não, os personagens de Volúpia perseguem certezas que não conhecem. Através de histórias que se entrelaçam, Volúpia caminha por becos escuros. Nos estereótipos (o casal que procura no alargamento de seus limites sexuais o amor que lhes falta, a menina que descobre a sua sexualidade, o homem que luta contra os seus desejos) Volúpia procura o que lhes é incomum, particular, e é dessa fragilidade que Volúpia se aproveita.
Recomendável para maiores de 18 anos.

Quarta-feira, 20h30
Encena Catarina - Sesc
Pequeno Monólogo de Julieta - Grupo Círculo
É um espetáculo que amplia a dimensão trágica da personagem de Shakespeare, mostrando seu tormento emocional em relação ao ato suicida. Levanta questionamentos quanto aos valores de vida e morte, sobretudo quando assentados na implicância social de um suicídio amoroso - o crime passional contra si.
Recomendável para maiores de 14 anos.

Quinta-feira, 20h30 e 23h
Amar (e mesmo assim ...) - Grupo Detalhe de Teatro
Carla Edilene quer sentir. Não qualquer sentimento. Carla Edilene quer sentir exatamente o mesmo que sentiriam as personagens das revistas de fofoca, dos programas de rádio e das novelas que constantemente vê. Mas ela foi traída. E agora Carla Edilene tem que reagir à traição da forma mais adequada possível, nem que tenha que se desdobrar para, dentro de si, encontrar algo que nunca imaginou existir.
Não recomendado para menores de 16 anos.

Sexta-feira, 21h e 23h
História Natural de Sonhos - Grupo Elementos em Cena
Inspirado na obra literária homônima (lançada pela Nauemblu ciência e arte, sob a batuta do poeta Dennis Radünz) e que tem como base os poemas que Fritz Müller - naturalista e cientista alemão radicado em Blumenau durante o século XIX - escreveu para suas nove filhas, e que versam sobre a fauna e a flora da nossa região. O espetáculo alia história e teatro num momento de fruição, onde a figura do 'Príncipe dos Observadores' é apresentada sob a sua faceta de artista criador da palavra, encantado pela verdade e a beleza da mata in natura que encontrou quando aqui chegou e viveu.
Faixa etária - Livre

Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Fundação Cultural realiza o Blumenália 30 Anos


A Fundação Cultural de Blumenau realiza no próximo dia 23, sábado, o Blumenália 30 Anos, com show das bandas The Zorden, John Müller e MpBambas e as pioneiras do evento nos anos 80 e 90, como a Grifo, Sementes da Terra, Vlad V e Ambos os 2, com participação especial de Daniel Lucena, vocalista da Expresso Rural. O evento lança o cd Blumenália 30 Anos, que tem duas faixas de cada banda; na oportunidade haverá também performances de poetas, grafiteiros e dj´s. O Blumenália vai começar às 15 horas, no Parque Ramiro Ruediger. A entrada será gratuita e a promoção aberta ao público.


O Grifo, que abre o cd e participa com músicas que foram sucesso na época, Schultz e Baby, dos anos 80, e gravadas em 1997. O Vlad V, banda que existe até hoje, participa com as músicas Ouça os Anjos e Vento Sul, gravadas em 2007 e 2011. O Sementes da Terra mostra Verde Coração e O Sonho e o Tempo, também dos anos 80, gravadas em 2006. A Expresso (ex-Rural), mostra músicas gravadas em 84 e 86. O sucesso de Certos Amigos e Banho das Seis, esta última lançada inicialmente em carreira solo por Daniel Lucena (vocalista do Expresso). A Ambos os 2, formada no início dos anos 90, mostra Camaleão e Limites, gravadas em 1996. As mais recentes como The Zorden e John Müller & MpBambas, participaram do cd com gravações de 2011 e suas músicas Nossa Geração e Dinheiro e Abolição do Preconceito e Nome a uma Estrela, respectivamente. Tudo remasterizado pela RVB Estúdios.

Além de ser entregue nos órgãos de comunicação do sul do país, o cd pode ser encontrado na Bee Bop Discos, rua sete de setembro, 1128. O blog do Blumenália com histórias, fotos e detalhes do cd, também está no ar: www.blumenalia.blogspot.com

Créditos: Assessora de Comunicação: Marilí Martendal


A Noite Multicultural de quinta-feira, dia 7 de julho de 2011 em Blumenau - SC, foi maravilhosa, um sucesso!
Na Galeria do Papel aconteceu a exposição Sujos, Feios e Musicais, do artista Denis Pacher;

Na Sala Elke Hering, homenagem ao artista Pedro Dantas, com exposição de obras do acervo do MAB e também do acervo do artista;

No Espaço Alternativo, a exposição Labirinto Poético, do qual eu participei com uma instalação denominada LABIRINTO, com demais Poetas Blumenauenses.


Obra Sala do Poeta de terezinha Manczak
Foto:Créditos ao fotógrafo Jaime Batista
No Espaço Elfy Eggert, apresentação do Bráss Septet, pela Banda Municipal de Blumenau.
Amei tudo o que vi, mas adorei o poço (Marcelo Steil) e encontrei algumas fotos nesse gênero na internet, olha só que maravilha! A obra de Otto Eduardo Gonçalves também é linda!

Foto:Créditos ao fotógrafo Jaime Batista
Bem, pra finalizar, de todos.
É só ir até lá para conferir.

Foto:Créditos ao blog http://pipocaglobal.com/?p=2435

Um poço de livros para saciar a sede de quem ler!

Ainda vou postar as fotos da noite!

Notícias Relacionadas:
- Festfolk em Blumenau
- Feira da Amizade
- Definidos os carros alegóricos da Oktoberfest 2011
- Grupos retornam ao palco italiano no 24º Fitub

Está tudo pronto para a 12ª edição do Festival Nacional de Danças Folclóricas (Festfolk), que começa nesta sexta-feira, 8, às 19 horas, no setor 1 do Parque Vila Germânica. São 11 grupos de cinco Estados que apresentarão várias etnias.
A novidade deste ano foi a participação de grupos internacionais, que foi marcada por três representantes do Equador, Colômbia e Argentina. Esses grupos ministraram oficinas, abertas ao público. O Festfolk teve apresentações oficiais na Vila Germânica, e como palco alternativo, a Praça Dr. Blumenau. Além disso, houve desfile dos grupos pela Rua XV de Novembro. A entrada é sempre gratuita e o público está convidado a prestigiar. O Festfolk encerrou neste domingo, 10.
A Fundação Cultural de Blumenau abriu nesta sexta-feira, 8, a 12ª. edição do Festival Nacional de Danças Folclóricas (Festfolk). A abertura foi às 19 horas, no Setor 1 da Vila Germânica. Onze grupos de cinco Estados e três do Equador, Colômbia e Argentina, apresentaram várias etnias. O Festfolk trouxe apresentações oficiais na Vila Germânica – onde também aconteceram oficinas, e como palco alternativo, a Praça Dr. Blumenau. Na Furb aconteceram as palestras.

Programação

Dia 8 - Sexta - Palco Oficial - Parque Vila Germânica - Setor 1
19h - Cerimonial de Abertura
19h30 - Início das apresentações

Grupo Equatoriano de Dança Inti Quilla Hayra
Etnia Equatoriana - Equador

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Italiana - Passo Fundo/RS

Grupo Colombiano da Universidade Pedagógica Nacional
Etnia Colombiana - Colômbia

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Grupo de Danças Alemãs da Furb
Etnia: Alemã - Blumenau/SC

Ballet Folklórico Latinomericano Santiago del Estero
Etnia Argentina - Argentina

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

Dia 9 – Sábado - Praça Dr. Blumenau

9h - Início das apresentações

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Italiana / Portuguesa - Passo Fundo/RS

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

11h - Desfile Folclórico - Rua XV de Novembro
Saída da Praça Dr. Blumenau

Palco Oficial - Parque Vila Germânica - Setor 1

14h às 17h - Taller de Danças Internacionais, com os grupos participantes

18h - Cerimonial de entrega dos troféus

18h30 - Início das apresentações

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Grupo Colombiano da Universidade Pedagógica Nacional
Etnia Colombiana - Colômbia

Grupo de Dança do Ventre Ellen Tafner
Etnia Árabe - Blumenau/SC

Programa Dançando na Escola - Escola Municipal Professora Laura Andrade
Etnia Africana - Joinville/SC

Grupo de Danças Folclóricas Eintrachtvolkstanzgruppe
Etnia Alemã - Blumenau/SC

Grupo Equatoriano de Dança Inti Quilla Hayra
Etnia Equatoriana - Equador

Grupo de Dança do Ventre Ellen Tafner
Etnia Árabe - Blumenau/SC

Grupo Folclórico Polonês Karolinka
Etnia Polonesa - São Mateus do Sul/PR

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

Grupo de Danças Laços de Tradição
Etnia Gaúcha – Andina - Corupá/SC

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Portuguesa - Passo Fundo/RS

Ballet Folklórico Latinomericano Santiago del Estero
Etnia Argentina - Argentina

Grupo Folclórico Teutônia
Etnia Alemã - Blumenau/SC

Grupo Folclórico Polonês Orzel Bialy
Etnia Polonesa - Criciúma/SC

Dia 10 – Domingo

10h - Palestra: Identidade e Autenticidade de Grupos Parafolclóricos
Mestre Marco Aurélio de Cruz Souza
Local: Auditório Bloco “J” da FURB
Vagas limitadas

11h - Conferência Ilustrada sobre A origem das formas coreográficas do folclore Argentino,
e O uso da vestimenta rural: masculino e feminino, de 1700 a 1920.
Palestrante: Mercedes Ballerini de Messad - Argentina
Local: Auditório Bloco “J” da FURB
Vagas limitadas

Palco Oficial - Parque Vila Germânica - Setor 1
13h30 - Início das apresentações

Grupo de Danças Laços de Tradição
Etnia Gaúcha – Andina - Corupá/SC

Grupo Folclórico Polonês Orzel Bialy
Etnia Polonesa - Criciúma/SC

Grupo de Pesquisas e Projeções Folclóricas Guararás
Etnia Brasileira - Belo Horizonte/MG

Programa Dançando na Escola - Escola Municipal Professora Laura Andrade
Etnia Africana - Joinville/SC

Grupo Folclórico Polonês Karolinka
Etnia Polonesa - São Mateus do Sul/PR

Grupo Étnico de Danças Folclóricas da Universidade de Passo Fundo
Etnia Brasileira – Nordestina - Passo Fundo/RS

Grupo Universitário de Danças Parafolclórico Fogança
Etnia Brasileira - Maringá/PR

Grupo Equatoriano de Dança Inti Quilla Hayra
Etnia Equatoriana - Equador

Grupo Colombiano da Universidade Pedagógica Nacional
Etnia Colombiana - Colômbia

Ballet Folklórico Latinomericano Santiago del Estero
Etnia Argentina - Argentina

Assessora de Comunicação: Marilí Martendal

Nesta sexta-feira, sábado e domingo, dias 8,9 e 10, a Fundação Pró-família realiza a 23ªedição da Feira da Amizade. O evento ocorre nos três setores do Parque Vila Germânica com atrações para toda família. Em paralelo, ocorre o 12º Festival Nacional de Danças Folclóricas – Festfolk – com apresentações culturais internacionais e de vários estados brasileiros, agregando ainda mais beleza ao setor 1 do Parque.
A Feira da Amizade contará com a participação de aproximadamente 300 expositores: 64 clubes de mães, 100 artesãos, 28 entidades no brechó, 17 pontos gastronômicos, cinco espaços para venda e exposição de quadros e telas, dois espaços para plantas e 78 unidades de divulgação, orientação e serviços, além do restaurante e brinquedos infláveis.

De acordo com a presidente da Fundação Pró-família, Patricia Loch Kleinübing, a Feira da Amizade é uma oportunidade para apresentar e vender os produtos fabricados pela comunidade blumenauense, contribuindo com a renda de muitas famílias. Ainda segundo a presidente, este ano a Feira da Amizade contará com mais espaço físico para circulação entre os corredores e alamedas de serviço, medida que visa proporcionar mais conforto e, atender ainda, os portadores de deficiência física.

Vale destacar que a expectativa é reunir mais de 60 mil pessoas durante os três dias do evento, apenas para a tradicional Feijoada cerca de 3 mil pessoas são esperadas.

Confira os horários da 23ª Feira da Amizade
Sexta-feira, dia 8: das 18h30 (abertura solene com participação de público e autoridades) às 22 horas;
Sábado, dia 9: das 10 às 22 horas;
Domingo, dia 10: das 10 às 19 horas.

Definidos os carros alegóricos da Oktoberfest 2011– 5 de julho de 2011
A Comissão de Desfiles definiu os 16 carros alegóricos que estarão nos desfiles oficiais da 28ª Oktoberfest de Blumenau, de 6 a 23 de outubro. “Os carros foram projetados e serão montados por pessoas da comunidade e mais três entidades que participam do espetáculo de rua desde as primeiras edições”, informa a presidente da comissão, Lilian Ribeiro.
“A definição foi feita esta semana a partir de projetos/croquis apresentados pelos profissionais e levou em conta a originalidade, a beleza, a praticidade e a segurança dos veículos”, explica Lilian. Os carros alegóricos devem destacar a Oktoberfest e remeter à cultura e aos costumes dos imigrantes alemães que se instalaram no Vale do Itajaí a partir de 1850, destacando aspectos da colonização.

As plataformas dos carros medem no mínimo 3,50m por 2,61m e no máximo 8,04m por 2,01m. A altura máxima permitida é de 3,80m, devido aos pórticos instalados na Rua XV de Novembro, palco dos desfiles.

Os desfiles contarão ainda com duas carroças, um carro de boi, três carruagens, dois carros de mola e dois Bierwagens a tração animal.

Os carros alegóricos:

Carro Plantas e Flores
Carro Sítio da Vovó
Carro Encontro de Amigos
Carro Oktoberfest
Carro do Vovô Chopão
Carro da Rainha
Carro Alambique
Carro da Gastronomia
Clube de Caça e Tiro
Carro das Bandeiras
Carro dos Turistas
Carro Praça Florida
Carro Amigos (Bela Vista Country Club)
Gaitas de Boca (Clube 25 de Julho)
Carro das Crianças (Tabajara Tênis Clube)
Carro dos Fundadores (Tabajara Tênis Clube)

Desfiles Oficiais na Rua XV de Novembro
Dia 6, quinta-feira, desfile de abertura às 19h30
Dia 8, sábado, às 16 horas
Dia 12, quarta-feira, às 16 horas
Dia 15, sábado, às 16 horas
Dia 19, quarta-feira, às 19h30
Dia 22, sábado, às 16 horas

DICA DE SITE: http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/index1.php
Esta foto é uma lembrança do lançamento do meu primeiro livro "Essência do Ser" na Asssembleia Legislativa em Florianópolis.


"O livro foi a maior invenção da história e a base de todas as outras conquistas da civilização."

Darcy Ribeiro

Dicas para conservar os livros na biblioteca
Aqui ficam 22 dicas para conservar os livros na biblioteca :

1. Tenha em atenção a quantidades de livros e a espessura das prateleiras.

2. O livro deve ser constantemente manuseado. O virar das páginas oxigena o material, impede a acumulação de microrganismos que atacam o papel e colabora para que as folhas não fiquem ressecadas e quebradiças.

3. Folheie rapidamente, mas cuidadosamente. Isso vai arejar o livro.

4. Não guarde os livros acondicionados em sacos plásticos, pois isto impede a respiração adequada do papel.

5. Evite encapar os livros com papel pardo ou similar.

6. Faça uma vistoria anual. Retire todos os livros, limpe-os com um pano seco. Limpe a estante com um pano húmido. Evite passar produtos fortes do tipo lustra-móveis, já que seus resíduos podem infiltrar no papel.

7. Deixe sempre um espaço entre estantes e parede. A parede pode transmitir humidade aos livros e consequentemente fungos.

8. Armários e estantes devem ser arejados. Estantes fechadas devem ser periodicamente abertas.

9. Estantes de metal são preferíveis do ponto de vista da conservação dos livros.

10. Não use clipes como marcadores de páginas.

11. Em estantes de madeira, pense em revestir as prateleiras com vidro. Não use tintas à base de óleo.

12. Considere um tratamento anual contra traças.

13. Não guarde livros inclinados. Aparadores podem mantê-los rectos.

14. Encadernações de papel e tecido não devem ser guardadas em contacto directo com as de couro.

15. Na prateleira, os livros devem ficar folgados, pois sendo fáceis de serem retirados, duram mais. Comprimidos nas prateleiras, induzem a sua retirada de maneira incorreta, o que danifica as lombadas e fatalmente conduz ao dano da encadernação.

16. Quando tirar um livro da prateleira, não o puxe pela parte superior da lombada, pois isso danifica a encadernação. O certo é empurrar os volumes dos dois lados e puxar o volume desejado pelo meio da lombada.

17. A melhor posição para um livro é vertical. Livros maiores devem ter prateleiras que permitam isso.

18. Em último caso deixe-os horizontalmente, tomando-se o cuidado de não sobrepor mais de 3 volumes.

19. Não exponha os livros à luz do sol directa.

20. Se for um livro antigo ou de algum outro valor ou de maior sensibilidade, lave as mãos antes de folheá-lo, já que mãos engorduradas contribuem para a aceleração da decomposição do papel. Evite humedecer as pontas dos dedos com saliva para virar as páginas do livro.

21. Ao ler um livro, evite abri-lo totalmente, como por exemplo, em cima de uma mesa. Isto pode comprometer a estrutura de sua encardenação.

22.Não utilizar fitas adesivas tipo durex e fitas crepes, cola branca (PVA) para evitar a perda de um fragmento de um volume em degradação. Esses materiais possuem alta acidez, provocam manchas irreversíveis onde aplicado.

"Ordenar bibliotecas é exercer de um modo silencioso a arte da crítica."
Jorge Luis Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário

POSTAGENS

Digite o assunto da sua pesquisa

Siga nosso blog!

Alguns dos blogs que sigo

CLIC RBS

clicRBS

Últimas notícias

Carregando...

Postagens mais acessadas

Você é muito especial!

Ocorreu um erro neste gadget

Mapa do local

ALFABETO DO TANGRAM